Máxima: ºC
Mínima: ºC

Navegando: Indisponível

Coluna 156: S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)
Publicada dia 22 de Novembro de 2008

S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)

A efervescência política do ano de 1930


Não era nossa intenção voltar a relatar episódios ocorridos ainda no tempo em que padre João Firmino era vigário. No entanto, não poderíamos deixar de comentar os fatos que se seguem os quais têm muito a ver com a efervescência política do fim dos anos 20 do século passado. O presidente Washington, teimoso e autoritário como era de seu feitio, ao não apresentar um político mineiro para o período de governo de 1930 a 1934 muito contribuiu para engrossar os quadros da oposição com a bem vinda adesão dos governadores-presidentes de Minas e da Paraíba à candidatura do gaúcho Getúlio Vargas. Os políticos mineiros, pragmáticos como sempre, ao serem preteridos não tiveram outra alternativa senão começar a conspirar, uma vez que pelo voto, chamado de cabresto e a bico de pena, poucos se atreveriam a votar contra o candidato da situação dominante. Só os oposicionistas empedernidos e suficientemente independentes se davam ao luxo de votar abertamente contra o governo, mesmo porque sabiam que não poderiam, de modo algum, contar com os favores e benesses dos governantes de plantão. Os oposicionistas mais fracos de ideais políticos geralmente não resistiam a uma prebenda e se rendiam.

Relembrando: a chamada política do café-com-leite consistia num pacto não-escrito entre as duas maiores potências econômicas estaduais: São Paulo e Minas Gerais. São Paulo era literalmente a salvação da lavoura, onde se produzia o café gerador de divisas (esterlinos) com que pagávamos os produtos que importávamos, uma vez que, na época, o Brasil era "um país essencialmente agrícola".  Minas Gerais, por sua vez, produzia o leite que transformado em queijo e manteiga, além da carne, abastecia o centro do poder político da época, o Rio de Janeiro. Esse sistema foi implementado a partir de Campos Sales (1898-1902). Sabemos que o mineiro Afonso Pena faleceu antes de terminar o seu período e com isso assumiu o governo o vice-presidente Nilo Peçanha, nascido no antigo Estado do Rio de Janeiro. Com essa ascensão imprevista, o quadro político se complicou. Nilo não tinha compromisso com a política do café-com-leite e em 1910 apresentou a candidatura do seu excelente ministro da Guerra, o marechal Hermes da Fonseca, nascido no Rio Grande do Sul. Naquele tempo todos os candidatos apresentados pelo chefe político maior, o presidente da República,eram tranquilamente eleito naquelas eleições em que o voto aberto e as fraudes predominavam. Quebrado pela primeira vez o acordo dos maiorais, os cafeicultores paulistas não tiveram outra alternativa senão apoiar a candidatura do baiano Rui Barbosa, como patrono da moralidade e da ética públicas, que desenvolveu uma campanha baseada no "civilismo" em contraposição ao "militarismo".

Como sabemos, a segunda e definitiva quebra do pacto mineiro-paulista se deu justamente  em face da obstinada persistência do presidente Washington Luiz em fazer de Júlio Prestes o seu sucessor que realmente foi eleito em 1° de março de 1930, derrotando o candidato da Aliança Liberal, Getúlio Vargas.

Feito este pequeno intróito para nos situarmos naquele momento histórico, voltemos nossa atenção para o vigário são-bentense João Firmino Cabral de Andrade e louvemos sua coragem de receber uma caravana de eminentes políticos brasileiros em campanha contra o candidato oficial do palácio do Catete. O acontecimento relatado pelo próprio padre, historiador nato, se deu no dia 30 de janeiro de 1930 por volta das 10 horas da noite. Era a Caravana Liberal composta por muitas pessoas importantes como o Dr. Mário Domingues e o cônego Marcos Pena, de Ouro Preto, Minas Gerais. A caravana procedia de Caruaru, tendo chegado à nossa cidade viajando de automóvel. E defronte à casa que foi de Elias Cintra, "onde estava aglomerada toda a população" coube ao padre João Firmino saudar os ilustres visitantes. Falaram a seguir o cônego Marcos Pena, orador de mérito, e o Dr. Farnesi. Por fim, o Dr. Batista Luzardo, chefe da caravana, conseguiu àquela hora da noite incandescer a pequenina cidade com suas palavras de fé e de esperança nos destinos democráticos da nação brasileira. De igual modo, os oradores que antecederam Luzardo foram vivamente aplaudidos.  Ao fazer este registro histórico, o padre João Firmino disse não achar nenhum interesse ou encanto pela política, mas deixou consignada uma observação que fazemos questão de citá-la: "... não se pode negar que foi esta a única vez que no Brasil República houve verdadeiro movimento e pronunciamento de opinião em todo o país".  Realmente, naquele tempo, os comícios e demais atos de natureza política ocorriam apenas nas capitais e cidades importantes. E era a primeira vez que a oposição tinha organizado excursões políticas e a passagem do Dr. Batista Luzardo por São Bento um acontecimento histórico. De São Bento a Caravana Liberal se dirigiu para Garanhuns. É de se imaginar o sacrifício de ilustres homens viajando em automóveis desconfortáveis em estradas carroçáveis de péssima qualidade, fato que por si só denota o altruísmo desses homens em não medir sacrifícios quando o interesse maior era a modernização do processo e das instituições democráticas, como o voto secreto e universal e a inserção do País no mundo industrializado com a política de substituição de importações.

Aproveitando o "gancho" vamos falar alguma coisa a respeito do homem João Batista Luzardo.  Advogado e médico nascido no distrito de Salto, município de Uruguaiana no dia 11 de dezembro de 1892, notabilizou-se pelas lutas que travou contra o poder constituído em razão dos seus vícios. Esteve à frente de revoltas contra dirigentes de seu Estado natal, onde como médico realizou, mais tarde, um importante trabalho na área de saúde ainda tão incipiente. Conspirou abertamente contra os governos autoritários de Artur Bernardes (1922-1926) e de Washington Luiz (1926-1930) quando exerceu o mandato de deputado federal pela legenda da "Aliança Liberal". Revolucionário de 1930, percorreu grande parte do País em busca de apoio à candidatura de oposição representada por Getúlio Vargas. Dirigiu o levante em seu Estado tendo sido investido no posto de coronel pelo general Pedro Aurélio de Góis Monteiro. No governo provisório de Getúlio Vargas(1930-1934) exerceu o cargo de chefe de polícia do Distrito Federal. Indignado com o empastelamento do jornal "Diário Carioca" por elementos ligados ao "movimento tenentista", exonerou-se do cargo em 1932 e aliou-se ao movimento constitucionalista que exigia de Getúlio Vargas a convocação de eleições para a renovação dos quadros dirigentes do país. Com a derrota do movimento, exilou-se no Uruguai, só retornando dois anos depois com a anistia assinada por Vargas. Elegeu deputado federal pela legenda do Partido Libertador  de 1934 até 10 de novembro de 1937 quando Getúlio Vargas baixou uma constituição de caráter autoritário que ficou conhecida como a "polaca".  Com o fechamento dos partidos políticos e o fechamento das casas legislativas, Luzardo foi designado embaixador  e mais tarde ocuparia a mesma posição em Buenos Aires e por três períodos distintos. Foi constituinte de 1946 pelo lendário PSD (Partido Social Democrático). Em 1954, presidiu a Caixa Econômica Federal e depois diretor de consignação da mesma instituição até 1959. Retirou-se das lides políticas a partir de 1960 e dedicou o resto de sua às atividades agro-pecuárias. Faleceu no dia 1° de janeiro de 1982.

...

Voltando a São Bento,  três dias após a realização do pleito presidencial, isto é, no dia 4 de março de 1930, João Firmino fez o registro de um fato que ele classificou de deprimente. É que por volta da meia-noite do dia anterior a cidade foi alarmada por duas descargas de arma de fogo de grosso calibre. E ao amanhecer a população ficou indignada e entristecida porque o alvo do tiroteio foi a casa do juiz de direito, Dr. Manoel Cirilo Wanderlei. O processo eleitoral era na verdade uma sucessão de fraudes seja na relação dos eleitores onde era comum "mortos" votarem, ou nos mapas de apuração sempre beneficiando os candidatos oficiais que no caso da presidência todos os titulares da chamada República Velha elegeram o respectivo sucessor. Getúlio Vargas, em circunstanciada carta dirigida ao presidente Washington Luiz, tentou convencê-lo a lançar e apoiar sua candidatura. Quinze dias depois, Washington em carta do próprio punho, depois de elogiar a atuação do seu ex-Ministro da Fazenda e então presidente do Rio Grande do Sul, denegou a pretensão uma vez que já tinha tirado do bolso do colete o nome de Júlio Prestes de Albuquerque, presidente de São Paulo. A propósito, o fato de o presidente apresentar o seu candidato acontecia em virtude de na República Velha os partidos políticos serem de abrangência nacional, como nos tempos atuais, mas regionais.. Havia, por exemplo, o partido republicano paulista, o partido republicano mineiro, o partido autonomista sem que tivessem um comando nacional. É bem provável que só existisse em nível nacional o partido comunista do Brasil, fundado em Niterói no ano de 1922 e com ramificações em todas as capitais brasileiras, seguindo um comando de natureza nacional.

Problemas em eleições paroquiais e gerais sempre existiram em São Bento. Jornais da época, como o "Diário de Pernambuco" e o "Jornal do Recife" revelam fatos como, por exemplo, os ocorridos na eleição de 10 de julho de 1896 quando a eleição foi perturbada ostensivamente pelos amigos Cintra, primo do candidato  a deputado federal, resultando conflitos na 2ª e 3ª seções, com urnas quebradas, livros rasgados e prisão ilegal do mesário Manoel Raimundo, conforme telegrama dos derrotados ao governador de Pernambuco e assinado por Joaquim Castro Reinaux, João Pulez, Cândido Ladislau, Rodolfo Valença, Manoel Eugênio, Francisco Valença e Joaquim Vitalino.

Pela versão oficial, o mesário Manoel Raimundo Ferreira da Silva foi preso por ordem como incurso nas penas do artigo 17 do primeiro código penal da República. E que o Dr. Barbosa obteve em São Bento 239 votos em pleito ocorrido em clima de máxima liberdade, ressalvando, no entanto, que na 3ª seção um "autonomista" rasgou as atas que já estavam lavradas, pelo que foi preso em flagrante delito.

O juiz de direito de São Bento, Manoel Estelita, em resposta ao governador Joaquim Correia disse que o "mesário Manoel Raimundo foi preso em ato de rasgar livros na eleição da terceira seção pela mesa e assembléia eleitoral que o trouxeram à minha presença na distância de três léguas à ordem do Juiz seccional a quem telegrafei". E continuou o juiz: "Recebi o preso que está recolhido e garantido e mandei antes do promotor para oferecer sua denúncia devidamente instruída. Por parte do preso nada ainda foi requerido. Reclamo força que melhor garanta a cadeia".

Por sua vez, em telegrama ao governador do estado, o delegado de polícia, José  Francisco de Souza Paisinho, após relatar a ocorrência, arrematou o despacho com as seguintes palavras: "O motivo do fato criminoso foi a derrota do deputado autonomista, amigo do mesmo mesário".

O padre João Firmino, diferentemente dos vigários que o antecederam, com a consciência de historiador nato, lançava para a posteridade, no livro-tombo da paróquia não só os fatos de natureza religiosa ou administrativa, como também os momentos históricos vividos pela pequena a acanhada cidade.

O episódio do tiroteio contra a casa do juiz de direito, após as eleições presidenciais realizada em 1° de março de 1930, foi devidamente registrada com o título "Fato Deprimente". Disse o padre para a posteridade: "(...) O fiscal das eleições do Retiro, (...), protestou contra a mesa eleitoral ter enchido as atas de nomes de eleitores que votaram sem nunca terem ido lá.  Esse protesto estava em juízo seguindo os trâmites legais. A política mandou a polícia fazer isto para o juiz correr e o protesto ficar encalhado por aí. Como isso continua a influir na educação das novas gerações que se deviam preparar no respeito à ordem e à autoridade. Quando se educará esse infeliz país?"

Conclui-se pelo relato que foi a própria polícia a mando do chefe político  que alvejou a residência do juiz de direito Manoel Cirilo Wanderlei com armas de grosso calibre que a priori isentava elementos civis por não possuírem armas de certa potência. E esse tiroteio contra a casa do juiz teve por objetivo amedrontar o magistrado e com isso postergar a decisão sobre o protesto do fiscal das eleições do Retiro, hoje Cabanas, distrito de Cachoeirinha.

Decorridos setenta e oito anos do protesto de padre João Firmino a educação do nosso povo ainda é um caso não resolvido. É certo que foram abertas inúmeras universidades e escolas para o povo, no entanto a nossa educação básica deixa ainda a desejar e ainda temos um significativo contingente de analfabetos e semi-alfabetizados que gira em torno de 10 a 12% de nossa população.

Padre João Firmino embora confessasse não se interessar por política recebeu a Caravana Liberal e ainda saudou os ilustres visitantes em campanha política pelas forças oposicionistas de então. Ele teve a coragem de se posicionar numa época em que a Igreja ainda não estava, na prática, totalmente segregada do Estado.

Felizmente, com o golpe revolucionário de outubro de 1930, o padre João Firmino não recebeu nenhum tipo de pressão nem de perseguição por seu posicionamento em favor dos aliancistas.

...

 




(continua)

Imeio: orlandocalado@yahoo.com.br

Fotos de São Bento: www.orlandocalado.flogbrasil.terra.com.br




 




 




 




 

Pau Amarelo PE 22 de novembro de 2008

Orlando Calado é bacharel em direito.


Colunas anteriores:

Coluna 244 - 14/04/2017 - História Municipal - A morte do mesário eleitoral
Coluna 243 - 13/02/2017 - Treze anos sem Sebastião Soares Cintra
Coluna 242 - 27/01/2017 - Injusti�a imperdo�vel
Coluna 241 - 22/01/2017 - Sem memória não há História
Coluna 240 - 18/12/2016 - Felipe Manso, o prefeito que não foi
Coluna 239 - 05/12/2016 - Osvaldo Maciel, um grande Homem
Coluna 238 - 30/11/2016 - O Açude do Doutor Olavo
Coluna 237 - 24/11/2016 - São Bento, vida política e administrativa em 1930
Coluna 236 - 20/06/2016 - Cadê as coisas que deixei?
Coluna 235 - 14/06/2016 - O Sindicato Pastoril de S. Bento, um avanço para a época
Coluna 234 - 07/06/2016 - Esmeraldino Bandeira, um esquecido na nossa História
Coluna 233 - 05/06/2016 - Tributo ao prefeito Manoel Cândido, de São Bento
Coluna 232 - 29/05/2016 - Agamenon Magalhães e São Bento do Una
Coluna 231 - 11/09/2015 - As meretrizes da São Bento dos velhos tempos
Coluna 230 - 30/04/2015 - Por que nossa data magna municipal é o 30 de abril?
Coluna 229 - 06/02/2015 - Rodolfo Paiva, um são-bentense honorário
Coluna 228 - 03/01/2015 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (6)
Coluna 227 - 02/01/2015 - Monsenhor José de Anchieta Callou
Coluna 226 - 27/12/2014 - Padre Joaquim Alfredo, um mártir
Coluna 225 - 19/09/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (5)
Coluna 224 - 29/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (4)
Coluna 223 - 15/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (3)
Coluna 222 - 23/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (2)
Coluna 221 - 05/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (1)
Coluna 220 - 15/05/2014 - Uma pena: Clávio de Melo Valença nos deixou
Coluna 219 - 13/05/2014 - O que foi feito de nossas coisas antigas? Cadê?
Coluna 218 - 12/05/2014 - Zé Bico e Beni, dois são-bentenses notáveis
Coluna 217 - 09/04/2014 - Cícero Romão Batista, o santo do Nordeste do Brasil
Coluna 216 - 17/10/2013 - É hora de o político abrir os olhos
Coluna 215 - 02/10/2013 - A elite reacionária de ontem, de hoje e de sempre
Coluna 214 - 06/09/2013 - Custa caro um deputado federal pernambucano
Coluna 213 - 18/07/2013 - É duro ser um brasileiro comum, pagador de impostos
Coluna 212 - 14/07/2013 - Considerações várias sobre uma pequena cidade
Coluna 211 - 29/06/2013 - Lêucio Mota, estadista são-bentense do Una
Coluna 210 - 27/06/2013 - Nobre é a missão do professor
Coluna 209 - 21/06/2013 - Este País parece que não tem jeito mesmo
Coluna 208 - 16/06/2013 - Apolônio Sales, estadista brasileiro, o homem que tirou o Nordeste das trevas
Coluna 207 - 06/06/2013 - Registro histórico da posse de Gilvan Lemos na APL
Coluna 206 - 14/05/2013 - A grande seca de 2013
Coluna 205 - 06/05/2013 - Quebra de sigilo bancário
Coluna 204 - 30/04/2013 - Datas notáveis de São Bento do Una, edição revista e ampliada
Coluna 203 - 26/04/2013 - E as bombas da maratona de Boston?
Coluna 202 - 16/01/2012 - Enaltecendo São Bento e a Festa dos Santos Reis
Coluna 201 - 30/04/2011 - São Bento do Una: 151 anos de governo próprio
Coluna 200 - 05/04/2011 - Padre João Rodrigues, o semeador de templos
Coluna 199 - 15/10/2010 - O espírito pioneiro são-bentense do Una (1)
Coluna 198 - 22/07/2010 - Jackson do Pandeiro, o ritmista virtuoso
Coluna 197 - 13/04/2010 - Datas notáveis de S. Bento do Una desde os primórdios ao centenário de sua emancipação política em 1960
Coluna 196 - 28/02/2010 - Legado à posteridade
Coluna 195 - 22/01/2010 - Considerações finais a respeito do Governo Provisório da República de 1889
Coluna 194 - 30/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (37) (Fim da Série)
Coluna 193 - 20/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (36)
Coluna 192 - 09/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (35)
Coluna 191 - 02/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (34)
Coluna 190 - 25/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (33)
Coluna 189 - 18/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (32)
Coluna 188 - 11/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (31)
Coluna 187 - 04/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (30)
Coluna 186 - 27/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (29)
Coluna 185 - 21/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (28)
Coluna 184 - 14/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (27)
Coluna 183 - 07/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (26)
Coluna 182 - 30/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (25)
Coluna 181 - 23/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (24)
Coluna 180 - 16/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (23)
Coluna 179 - 09/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (22)
Coluna 178 - 02/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (21)
Coluna 177 - 26/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (20)
Coluna 176 - 19/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (19)
Coluna 175 - 12/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (18)
Coluna 174 - 05/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (17)
Coluna 173 - 29/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (16)
Coluna 172 - 22/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (15)
Coluna 171 - 16/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (14)
Coluna 170 - 08/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (13)
Coluna 169 - 01/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (12)
Coluna 168 - 25/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (11)
Coluna 167 - 17/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (10)
Coluna 166 - 09/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (9)
Coluna 165 - 27/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (8)
Coluna 164 - 17/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (7)
Coluna 163 - 29/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (6)
Coluna 162 - 22/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (5)
Coluna 161 - 15/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (4)
Coluna 160 - 08/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (3)
Coluna 159 - 01/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (2)
Coluna 158 - 21/03/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (1)
Coluna 157 - 25/02/2009 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)
Coluna 156 - 22/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)
Coluna 155 - 08/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (12)
Coluna 154 - 25/10/2008 - S.Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (11)
Coluna 153 - 18/10/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (10)
Coluna 152 - 11/10/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (9)
Coluna 151 - 27/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (8)
Coluna 150 - 20/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (7)
Coluna 149 - 13/09/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (6)
Coluna 148 - 06/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (5)
Coluna 147 - 30/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (4)
Coluna 146 - 24/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (3)
Coluna 145 - 16/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (2)
Coluna 144 - 09/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (1)
Coluna 143 - 02/08/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (3/3)
Coluna 142 - 19/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (2/3)
Coluna 141 - 12/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (1/3)
Coluna 140 - 05/07/2008 - As comarcas de Pernambuco, do Sertão e do Rio de S. Francisco e a separação da última da província de Pernambuco
Coluna 139 - 28/06/2008 - A extraordinária figura de Dom João VI, primeiro e único rei do Brasil
Coluna 138 - 21/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (25) - O trabalho servil e as suas conseqüências danosas que fazem do Brasil um país de povo pobre
Coluna 137 - 14/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (24) - A abolição da escravatura no Ceará, a povoação de Boa Viagem do Recife entre outros assuntos
Coluna 136 - 07/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (23) - A crise no abastecimento de água no Recife. Relatório do governo: as chuvas diminuem a bandidagem
Coluna 135 - 31/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (22) - O projeto de lei de Joaquim Nabuco abolindo a escravidão e a chamada Lei Saraiva que restringiu o voto
Coluna 134 - 24/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (21) - Ainda os efeitos da grande seca na Vila de S. Bento; o Ginásio Pernambucano em 1879
Coluna 133 - 17/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (20) - Os efeitos da grande seca em São Bento
Coluna 132 - 10/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (19) - A corrupçao na vida pública; o espírito empreendedor do barão de Mauá
Coluna 131 - 03/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (18) - A terrível seca dos três sete
Coluna 130 - 26/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (17) - A inauguração do palacete da rua da Aurora enquanto a febre amarela grassa em Pernambuco
Coluna 129 - 19/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (16) - A revolução nas comunicações e o desfecho da Questão Religiosa
Coluna 128 - 12/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (15) - Dom Vital e a Questão Religiosa
Coluna 127 - 05/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (14) - A Lei do Ventre Livre
Coluna 126 - 29/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (13) - A Guerra do Paraguai
Coluna 125 - 22/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (12) - A Guerra do Paraguai
Coluna 124 - 15/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (11)
Coluna 123 - 08/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (10)
Coluna 122 - 01/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (9)
Coluna 121 - 23/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (8)
Coluna 120 - 16/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (7)
Coluna 119 - 09/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (6)
Coluna 118 - 02/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (5)
Coluna 117 - 26/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (4)
Coluna 116 - 19/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (3)
Coluna 115 - 11/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (2) O Diario de Pernambuco na História do Brasil
Coluna 114 - 29/12/2007 - Pingos de história do Império Brasileiro (1) - A chegada ao Brasil da família imperial portuguesa
Coluna 113 - 22/12/2007 - A Bíblia, um livro de inúmeras histórias
Coluna 112 - 15/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (34)
Coluna 111 - 08/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (33)
Coluna 110 - 01/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (32)
Coluna 109 - 24/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (31)
Coluna 108 - 17/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (30)
Coluna 107 - 10/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (29)
Coluna 106 - 03/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (28)
Coluna 105 - 27/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (27)
Coluna 104 - 20/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (26)
Coluna 103 - 13/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (25)
Coluna 102 - 06/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (24)
Coluna 101 - 29/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (23)
Coluna 100 - 23/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (22)
Coluna 99 - 15/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)
Coluna 98 - 08/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (20)
Coluna 97 - 01/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (19)
Coluna 96 - 25/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (18)
Coluna 95 - 18/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (17)
Coluna 94 - 11/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)
Coluna 93 - 04/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (15)
Coluna 92 - 28/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (14)
Coluna 91 - 21/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (13)
Coluna 90 - 14/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (12)
Coluna 89 - 07/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)
Coluna 88 - 30/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (10)
Coluna 87 - 23/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (9)
Coluna 86 - 16/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (8)
Coluna 85 - 09/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (7)
Coluna 84 - 02/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (6)
Coluna 83 - 26/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (5)
Coluna 82 - 19/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (4)
Coluna 81 - 12/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (3)
Coluna 80 - 05/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (2)
Coluna 79 - 28/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (1)
Coluna 78 - 21/04/2007 - A Guarda Nacional da Vila e Município de São Bento
Coluna 77 - 14/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses das décadas de 1930 e 1940
Coluna 76 - 07/04/2007 - Uma breve visita à nossa querida São Bento do Una
Coluna 75 - 31/03/2007 - Planejamento familiar no Brasil: uma necessidade inadiável
Coluna 74 - 24/03/2007 - Hoje, meio século de uma tragédia são-bentense
Coluna 73 - 17/03/2007 - "Eu vi o mundo... Ele começava no Recife"
Coluna 72 - 10/03/2007 - Reminiscências de um menino de São Bento (7)
Coluna 71 - 03/03/2007 - Um fazendeiro são-bentense do século XIX
Coluna 70 - 24/02/2007 - O Rio de Janeiro será sempre o Rio de Janeiro
Coluna 69 - 17/02/2007 - Gilvan Lemos, simplesmente um escritor
Coluna 68 - 10/02/2007 - A Great Western da minha meninice: uma pequena história
Coluna 67 - 03/02/2007 - A declaração universal dos direitos humanos
Coluna 66 - 27/01/2007 - A revolta da chibata
Coluna 65 - 20/01/2007 - A revolta da vacina
Coluna 64 - 13/01/2007 - Apolônio Sales, um estadista de grande valor
Coluna 63 - 06/01/2007 - 2006: Um ano de saldo positivo apesar do pouco crescimento econômico
Coluna 62 - 30/12/2006 - A "Batalha da Borracha", um episódio esquecido da história do Brasil
Coluna 61 - 23/12/2006 - Alguns suicidas famosos (2/2)
Coluna 60 - 16/12/2006 - Alguns suicidas famosos (1/2)
Coluna 59 - 09/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (16)
Coluna 58 - 02/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (15)
Coluna 57 - 25/11/2006 - Congresso Nacional perdulário, povo paupérrimo
Coluna 56 - 18/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (14)
Coluna 55 - 15/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (13)
Coluna 54 - 14/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (4/4)
Coluna 53 - 07/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (3/4)
Coluna 52 - 30/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (2/4)
Coluna 51 - 23/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (1/4)
Coluna 50 - 16/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (12)
Coluna 49 - 09/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (11)
Coluna 48 - 02/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (10)
Coluna 47 - 26/08/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (9)
Coluna 46 - 08/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (8)
Coluna 45 - 01/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (7)
Coluna 44 - 24/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (6)
Coluna 43 - 17/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (5)
Coluna 42 - 10/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (4)
Coluna 41 - 03/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (3)
Coluna 40 - 27/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (2)
Coluna 39 - 20/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (6)
Coluna 38 - 13/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (1)
Coluna 37 - 06/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (5)
Coluna 36 - 29/04/2006 - Os planetas e seus satélites
Coluna 35 - 22/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (2)
Coluna 34 - 15/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (1)
Coluna 33 - 08/04/2006 - Nome de rua não deve ser mudado
Coluna 32 - 01/04/2006 - Brasil, nova potência petrolífera mundial!
Coluna 31 - 25/03/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (4)
Coluna 30 - 18/03/2006 - Biodiesel: um combustível social e ecológico
Coluna 29 - 11/03/2006 - Os livros de Sebastião Cintra
Coluna 28 - 04/03/2006 - Um sábado sangrento no Recife
Coluna 27 - 25/02/2006 - O início do resgate da nossa dívida social
Coluna 26 - 18/02/2006 - Fim da pobreza mundial até 2015
Coluna 25 - 11/02/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (3)
Coluna 24 - 04/02/2006 - Aspectos gerais da lei de responsabilidade fiscal
Coluna 23 - 28/01/2006 - Pernambuco começa a sair da letargia
Coluna 22 - 21/01/2006 - Perfil demográfico no mundo rico
Coluna 21 - 14/01/2006 - Brasil, potência mundial em 2020
Coluna 20 - 07/01/2006 - Os gatunos da esperança
Coluna 19 - 31/12/2005 - Josué Severino, o mestre e a Banda Santa Cecília
Coluna 18 - 24/12/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (2)
Coluna 17 - 17/12/2005 - Pequenas idéias para o desenvolvimento de São Bento do Una
Coluna 16 - 10/12/2005 - Do Estado pouco ou nada espero
Coluna 15 - 04/12/2005 - A América do Sul e o nazismo
Coluna 14 - 27/11/2005 - A Venezuela bolivariana de hoje
Coluna 13 - 26/11/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (1)
Coluna 12 - 13/11/2005 - A crise argentina
Coluna 11 - 13/11/2005 - A saga de Delmiro Gouveia
Coluna 10 - 10/11/2005 - O velho na legislação brasileira
Coluna 9 - 31/10/2005 - O projeto São Francisco
Coluna 8 - 24/10/2005 - Correio eletrônico, maravilha do nosso tempo
Coluna 7 - 13/10/2005 - Um século sem presidente paulista
Coluna 6 - 09/10/2005 - O Grande Pronome 'Lhe' Morreu!
Coluna 5 - 29/09/2005 - Brasil 2005 - Uma Economia Mais Forte
Coluna 4 - 22/09/2005 - As Vestais da Moralidade Pública
Coluna 3 - 15/09/2005 - Mordomia & Nepotismo
Coluna 2 - 07/09/2005 - Tratamento de Excelência
Coluna 1 - 07/08/2005 - Hiroshima - uma covardia inominável


©2003-2017 - Portal São Bento do Una