Nublado a parcialmente nublado com chuva isolada

Máxima: 30 ºC
Mínima: 17 ºC

Navegando: Indisponível

Coluna 89: Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)
Publicada dia 07 de Julho de 2007

Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)

Minha sina de pretenso pesquisador me fez ir até o Arquivo Estadual Jordão Emerenciano para garimpar fatos e acontecimentos da São Bento de antanho, sempre com o firme propósito de passar alguma coisa de interessante para os nossos conterrâneos. O órgão público fica na Rua do Imperador 377 e minha intenção inicial era pesquisar alguma notícia de nossa terrinha através de um jornal recifense chamado “A Província”, a partir do ano de 1900. Esse jornal, diga-se de passagem, por ocasião da Revolta da Armada (1893-1894) era dirigido por José Mariano Carneiro da Cunha e José Maria de Albuquerque Melo, sendo que o primeiro foi preso e o segundo assassinado por apoiarem o movimento sedicioso e o jornal suspenso de atividades por algum tempo. Logo, logo desisti, porque o jornal não estava em condições de uso. No momento, pensei: isso é uma pouca vergonha: a história viva do dia a dia de um povo sendo dilacerada pela ação inclemente do tempo, sem que uma dessas verbas desviadas para pagar pensão particular de membro do poder nacional seja empregada para preservar a memória e a história quotidiana da nossa gente pernambucana.

Para não perder tempo, ainda anotei uma notícia da vila de São Bento publicada no citado jornal “A Província”, de 1° de maio de 1902. Tratava de um despacho do governador em expediente da Secretaria de Justiça: Esperidião Guilherme de Azevedo solicitando indenização da quantia de 547$000, proveniente do fornecimento que fez aos presos pobres da cadeia de São Bento, no primeiro trimestre do corrente ano, como prova os documentos juntos. Informe o Sr. Dr. Diretor-Geral da Secretaria de Fazenda.

Um pouco mais adiante desisti. Meu insano trabalho tinha que ser interrompido por absoluta falta de condições: os exemplares, apesar da boa vontade dos servidores do órgão, estão-se despedaçando. Mesmo assim dou uma olhada nos diversos obituários daquele início de século XX e constato, com certa tristeza, que de acordo com eles as pessoas faleciam com pouca idade na cidade do Recife. Morriam de morte natural aos 30, 35, 40 e 45 anos de vida. Uma vez ou outra, há o anúncio de falecimento de pessoas acima dos setenta anos. É preciso, pois, que se estude e se pesquise as condições de saúde e de higiene em Pernambuco, especialmente no Recife, naquela época, já que existiam diversos meios de comunicação impressos.

Hoje, é verdade, morre-se aos 18, 20, 24, 30 e 40 anos, principalmente nas comunidades ditas carentes e as maiores vítimas são pessoas pobres, vivendo miseravelmente em comunidades sem as mínimas condições de salubridade e de conforto, sem escola, sem posto médico e sem lazer. Porém, essas mortes atuais ocorrem por motivos fúteis, ciumeiras ou para mostrar que é macho. É certo que naqueles tempos houve uma fuga em massa do meio rural por ocasião da famigerada seca de 1877 e as políticas públicas deste País não investem na fixação do homem ao seu chão, principalmente nos sítios, dando-lhe as condições mínimas para um viver com dignidade. As migrações desde aquela época continuam inchando as grandes e médias cidades. E, então, o povo, sem perspectivas, especialmente os jovens, parte para a dizimação pura e simples de tantos braços que poderiam ser úteis ao desenvolvimento do País. Hoje, o morticínio faz do nosso Estado o campeão em assassinatos de pessoas que pouco viveram por motivações as mais fúteis, certas de que a impunidade vai imperar e a maioria dos assassinatos vai para a lista dos “autores desconhecidos”.

Parei a pesquisa no jornal “A Província” e me dirigi à seção de livros na esperança de ver alguma coisa que dissesse respeito a nossa pequena urbe, além daqueles que já conheço. Trouxeram-me uma monografia editada em 1982 pelo governo de Pernambuco, onde colhi e anotei dados, alguns deles de natureza mitológica, a respeito das coisas eminentemente nossas. Esses fatos e curiosidades serão objeto de próximos artigos, pois partimos do princípio de que o conhecimento deve ser repartido por todos. Todos temos o direito de saber a história oficial ou a história informal, paralela, de nossa gente, suas lutas, aspirações e conquistas muitas delas a um alto custo. Somos daqueles que entendem que a cultura deve ser disseminada e torcemos para que pessoas mais talentosas surjam para dar prosseguimento a essa saga, essa luta sem quartel pela cultura e pelo conhecimento histórico, pois que precisamos, mais do que nunca, orgulharmos das nossas raízes e venerar todas aqueles pioneiros que se instalaram no ermo “Lugar de São Bento”, enfrentando cobras, guarás, onças e lagartos, derrubando a capoeira fechada para a construção do casebre de taipa, plantação do roçado de subsistência e a iniciação da criação de gado bovino e de outros animais domésticos para fornecimento da carne, do queijo e do couro para a confecção de chapéus, arreios e selas, destinando esses produtos do sertão ao abastecimento dos engenhos produtores de açúcar e de álcool situados no litoral e na zona da mata.

E enquanto depender deste nosso medíocre escriba tudo será desvendado, tudo será publicado e tudo será feito sem nenhuma cobrança nem mesmo de ordem pecuniária, pois o que fazemos não objetiva tirar nenhum proveito, mas informar à nossa gente sobre alguma coisa do nosso passado, remoto ou presente. Neste particular, contamos com um instrumento eminentemente democrático que é a Rede Mundial de Computadores. Este é um instrumento ecologicamente correto, pois não usa papel e conseqüentemente não destrói a cobertura vegetal do Planeta. Aqui as folhas em que escrevemos são virtuais e se por acaso alguém quiser pode muito bem imprimir o que lhe interessar, diferentemente dos jornais convencionais que sacrificam milhares de árvores para serem editados. E a grande vantagem da teia mundial é que nossos escritos podem ser lidos e criticados na Sibéria, no Japão, no Canadá, na Patagônia, em Portugal ou numa aldeia indígena escondida nos confins do Amazonas. Nosso alcance é planetário. É esta, pois, a nossa vantagem em relação aos jornais diários editados, circunscritos a uma região e que não vão até onde vai a rede mundial.

Prosseguindo nossas buscas, achei os velhos exemplares da “Gazeta de S. Bento”, provavelmente o mais antigo jornal da nossa terra. Seus responsáveis tiveram a grande idéia de, a cada nova edição, mandar um exemplar para o saudoso, embora não seja do nosso tempo, periódico recifense chamado “Jornal Pequeno”, que de pequeno só tinha o nome, por pura modéstia, mas que na realidade foi um veículo que marcou época na imprensa pernambucana. Então, os donos do “Jornal Pequeno”, ao encerrarem suas atividades, tiveram o descortino, o patriotismo de mandar para o Arquivo Público toda a sua coleção de jornais que recebeu de cidades do interior de Pernambuco. Lá, vimos pequenos jornais do começo do século XX de cidades como Nazaré da Mata, Palmares, Pesqueira e tantas outras.

Da “Gazeta de S. Bento”, existiam, apenas, dezesseis edições do ano de 1900 e duas do ano de 1901. Não podemos afiançar se outras edições foram feitas. Tivemos o trabalho de fotografar todas as páginas desse histórico veículo da “Sociedade 21 de Março”, em processo de dilaceração pela ação do tempo, principalmente as duas primeiras edições, e em face das precárias condições de arquivamento, devido à umidade do prédio localizado bem próximo ao estuário do rio Capibaribe. Já era tempo de se preservar essa riqueza cultural produzida pelos nossos antepassados antes que seja tarde demais.

A nossa falta de experiência nos levou a fotografar a página inteira do jornal. Na tela do computador as fotos não ficaram com a devida nitidez. Por esta razão, teremos de voltar ao Arquivo para fotografar as páginas da Gazeta em pequenas partes. O fato é que a tinta da impressão de um jornal de mais de 107 anos vai perdendo a nitidez, não havendo câmera por mais potente que seja capaz de capturar a imagem nítida a poucos centímetros. E nós aprendendo cada vez mais a lidar com essas preciosidades históricas teremos que fotografar as páginas em partes.

Nessa mesma oportunidade, tivemos a grata surpresa de encontra um outro pequeno jornal são-bentense, editado entre 1984 e 1985: “A Tribuna do Povo”, cujos diretores eram Arijaldo José de Carvalho e Abdoral Gomes de Andrade. Tratava-se de um jornal de oposição ao regime militar e que pugnava pelo movimento das “Diretas Já”. Numa das suas edições, exatamente na de número seis, há um excelente artigo do “engenheiro” Dirceu de Oliveira Valença, colaborador quase que diário do “Serviços de Alto-Falantes de São Bento do Una - SAS”, ex-prefeito da cidade por mais de ano e pai de Dione Oliveira, uma das mais belas são-bentenses que por pouco, muito pouco, no início dos anos 1960, se não nos falha a memória, não conquistou o cetro e a coroa de a mais bela mulher do Brasil. O citado artigo será objeto de nossa atenção, pois seu tema diz respeito a personalidades são-bentenses que foram esquecidas. Muito gostaríamos de ter acesso às crônicas de Dirceu de Oliveira, assim como as de Costa Pereira que eram lidas pelos próprios autores nos serviços de alto-falantes de nossa cidade. Como o autor destas linhas era muito pequeno naquela época, não temos idéia dos temas tratados, porém tudo nos leva a crer que eram assuntos de natureza política municipal.

Então, caros amigos e amigas, em futuros trabalhos da série “Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas” discorremos a respeito daquele que foi, possivelmente, o primeiro periódico editado: a “Gazeta de S. Bento”, cujas edições chegaram aos nossos dias apesar da falta de cuidado dos seus guardiões. De igual modo, trataremos com o devido carinho “A Tribuna do Povo”, também, de breve existência como todos os jornais que tentaram uma longa vida, mas que jamais conseguiram chegar a duas dezenas de edições publicadas. “A Tribuna do Povo” teve apenas onze edições, sendo que a última se deu em 01/06/1985. Como no caso da Gazeta de S. Bento, não podemos afiançar que a Tribuna teve outras edições. Coisas de cidade pequena, nas quais inúmeros fatores impedem o prosseguimento de uma causa nobre, tal seja, um jornalzinho que retrate a realidade social e política de seu tempo e dê oportunidades a outras gerações de saber as notícias e o pensamento vigorante em tempos passados. Um jornal, por mais modesto que seja, deixa para os pósteros uma mensagem de uma época. É por isso que lamentamos que essas publicações não tenham tido uma existência mais longa e, portanto, proveitosa em termos de história municipal alternativa.

Graças ao primeiro número da “Gazeta de S. Bento” comentaremos, posteriormente, o orçamento da vila para o ano de 1900. Veremos as despesas e as fontes de receitas. Tomaremos conhecimento de como era o sistema tributário de um município brasileiro que não recebia os repasses federais e estaduais como hoje recebem. Por se tratar de um documento histórico, pretendemos reproduzi-lo para que os leitores possam avaliar as dificuldades de uma época.

Tanto ontem como hoje, as despesas com pessoal tomavam quase todo o orçamento municipal de São Bento no ano de 1900 e possivelmente nos anos seguintes. Pouco, muito pouco, restava para investimentos em melhorias urbanas, construção de caminhos, escolas e outras coisas mais. Havia uma diminuta e genérica verba para “Melhoramentos” e outra para “Eventuais”.

A prefeitura da vila de São Bento era tão pobre ou relaxada que não tinha nem sede própria, mesmo quarenta anos depois da instalação da vila e do município, evento anunciado pela Lei Provincial n° 476, de 30 de abril de 1860, e só efetivamente levado a cabo em 1° de fevereiro de 1861, pelo presidente da Câmara Municipal da Vila de Santo Antônio de Garanhuns, Vítor Antônio Correia. O aluguel anual da casa que servia de sede municipal era de 120$000 (cento e vinte mil réis), ou 10$000 (dez mil réis) por mês, pouca coisa num orçamento que totalizava 7:371$000 (sete contos e trezentos e setenta e um mil réis).

A título de curiosidade, publicamos a seguir os limites municipais da vila de São Bento no ano de 1900 e compararemos, depois com os atuais. Ao Norte: com os municípios de Pesqueira e Brejo da Madre de Deus e parte do município de Caruaru; ao Sul: com os municípios de Canhotinho e Garanhuns; ao Leste, com os municípios de Altinho, Caruaru e Panelas e ao Oeste: os municípios de Garanhuns e Pedra.

Na época, Belo Jardim era uma vila de Brejo da Madre de Deus, vindo a se transformar em município autônomo no ano de 1932. Agora, vamos para os limites atuais e verificar a quantidade de municípios que foi criada, uma grande parte sem condições de sobreviver por si sós e que dependem dos repasses dos fundos de participação federal e estadual. Os limites atuais de São Bento do Una que podemos vislumbrar através de um mapa político, feito pelo Departamento de Engenharia Cartográfica da UFPE, edição de 1999, para o Governo de Pernambuco, são os seguintes: ao Norte: os municípios de Belo Jardim e Sanharó; ao Sul, os municípios de Lajedo, Jupi e Jucati; ao Leste, com o município de Cachoeirinha e ao Oeste, os municípios de Pesqueira e Capoeiras.

Nosso trabalho terá prosseguimento com coisas que digam respeito à nossa cidade. Como sabemos que o escritor são-bentense Sebastião Soares Cintra (1922-2004) foi correspondente da cidade junto ao Diário de Pernambuco, de 1948 a 1953. Certamente teremos a feliz oportunidade de vermos aqui reproduzidas as notícias da nossa gente. Será uma tarefa trabalhosa, pois o pesquisador manuseará o jornal mês a mês até chegar ao que Cintra escreveu para a seção “Diários nos Municípios”.

Afinal, povo sem história não é povo, seria apenas ajuntamento humano sem as aspirações de progresso e de desenvolvimento cultural. Alguém que não recordamos o nome disse isso com muita propriedade. Cícero, grande orador romano, disse “A história é a mestra da vida” e a estudando temos a oportunidade de não errar onde nossos antepassados erraram. História é, então, experiência de vida e razão do progresso material e moral dos povos.


E-mail:
orlandocalado@yahoo.com.br

Vejam fotos recentes de São Bento em:
www.orlandocalado.flogbrasil.terra.com.br.



Paau Amarelo PE 07 fe julho de 2007

Orlando Calado é bacharel em direito.


Colunas anteriores:

Coluna 246 - 16/07/2017 - História de São Bento do Una, Pernambuco, Brazil
Coluna 245 - 10/05/2017 - Pleito de gratidão a Dirceu e Ludgero
Coluna 244 - 14/04/2017 - Historia Municipal - A morte do mesário eleitoral
Coluna 243 - 13/02/2017 - Treze anos sem Sebastião Soares Cintra
Coluna 242 - 27/01/2017 - Injustiça imperdoável
Coluna 241 - 22/01/2017 - Sem memória não há História
Coluna 240 - 18/12/2016 - Felipe Manso, o prefeito que não foi
Coluna 239 - 05/12/2016 - Osvaldo Maciel, um grande Homem
Coluna 238 - 30/11/2016 - O Açude do Doutor Olavo
Coluna 237 - 24/11/2016 - São Bento, vida política e administrativa em 1930
Coluna 236 - 20/06/2016 - Cadê as coisas que deixei?
Coluna 235 - 14/06/2016 - O Sindicato Pastoril de S. Bento, um avanço para a época
Coluna 234 - 07/06/2016 - Esmeraldino Bandeira, um esquecido na nossa História
Coluna 233 - 05/06/2016 - Tributo ao prefeito Manoel Cândido, de São Bento
Coluna 232 - 29/05/2016 - Agamenon Magalhães e São Bento do Una
Coluna 231 - 11/09/2015 - As meretrizes da São Bento dos velhos tempos
Coluna 230 - 30/04/2015 - Por que nossa data magna municipal é o 30 de abril?
Coluna 229 - 06/02/2015 - Rodolfo Paiva, um são-bentense honorário
Coluna 228 - 03/01/2015 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (6)
Coluna 227 - 02/01/2015 - Monsenhor José de Anchieta Callou
Coluna 226 - 27/12/2014 - Padre Joaquim Alfredo, um mártir
Coluna 225 - 19/09/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (5)
Coluna 224 - 29/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (4)
Coluna 223 - 15/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (3)
Coluna 222 - 23/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (2)
Coluna 221 - 05/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (1)
Coluna 220 - 15/05/2014 - Uma pena: Clávio de Melo Valença nos deixou
Coluna 219 - 13/05/2014 - O que foi feito de nossas coisas antigas? Cadê?
Coluna 218 - 12/05/2014 - Zé Bico e Beni, dois são-bentenses notáveis
Coluna 217 - 09/04/2014 - Cícero Romão Batista, o santo do Nordeste do Brasil
Coluna 216 - 17/10/2013 - É hora de o político abrir os olhos
Coluna 215 - 02/10/2013 - A elite reacionária de ontem, de hoje e de sempre
Coluna 214 - 06/09/2013 - Custa caro um deputado federal pernambucano
Coluna 213 - 18/07/2013 - É duro ser um brasileiro comum, pagador de impostos
Coluna 212 - 14/07/2013 - Considerações várias sobre uma pequena cidade
Coluna 211 - 29/06/2013 - Lêucio Mota, estadista são-bentense do Una
Coluna 210 - 27/06/2013 - Nobre é a missão do professor
Coluna 209 - 21/06/2013 - Este País parece que não tem jeito mesmo
Coluna 208 - 16/06/2013 - Apolônio Sales, estadista brasileiro, o homem que tirou o Nordeste das trevas
Coluna 207 - 06/06/2013 - Registro histórico da posse de Gilvan Lemos na APL
Coluna 206 - 14/05/2013 - A grande seca de 2013
Coluna 205 - 06/05/2013 - Quebra de sigilo bancário
Coluna 204 - 30/04/2013 - Datas notáveis de São Bento do Una, edição revista e ampliada
Coluna 203 - 26/04/2013 - E as bombas da maratona de Boston?
Coluna 202 - 16/01/2012 - Enaltecendo São Bento e a Festa dos Santos Reis
Coluna 201 - 30/04/2011 - São Bento do Una: 151 anos de governo próprio
Coluna 200 - 05/04/2011 - Padre João Rodrigues, o semeador de templos
Coluna 199 - 15/10/2010 - O espírito pioneiro são-bentense do Una (1)
Coluna 198 - 22/07/2010 - Jackson do Pandeiro, o ritmista virtuoso
Coluna 197 - 13/04/2010 - Datas notáveis de S. Bento do Una desde os primórdios ao centenário de sua emancipação política em 1960
Coluna 196 - 28/02/2010 - Legado à posteridade
Coluna 195 - 22/01/2010 - Considerações finais a respeito do Governo Provisório da República de 1889
Coluna 194 - 30/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (37) (Fim da Série)
Coluna 193 - 20/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (36)
Coluna 192 - 09/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (35)
Coluna 191 - 02/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (34)
Coluna 190 - 25/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (33)
Coluna 189 - 18/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (32)
Coluna 188 - 11/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (31)
Coluna 187 - 04/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (30)
Coluna 186 - 27/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (29)
Coluna 185 - 21/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (28)
Coluna 184 - 14/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (27)
Coluna 183 - 07/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (26)
Coluna 182 - 30/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (25)
Coluna 181 - 23/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (24)
Coluna 180 - 16/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (23)
Coluna 179 - 09/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (22)
Coluna 178 - 02/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (21)
Coluna 177 - 26/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (20)
Coluna 176 - 19/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (19)
Coluna 175 - 12/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (18)
Coluna 174 - 05/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (17)
Coluna 173 - 29/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (16)
Coluna 172 - 22/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (15)
Coluna 171 - 16/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (14)
Coluna 170 - 08/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (13)
Coluna 169 - 01/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (12)
Coluna 168 - 25/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (11)
Coluna 167 - 17/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (10)
Coluna 166 - 09/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (9)
Coluna 165 - 27/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (8)
Coluna 164 - 17/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (7)
Coluna 163 - 29/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (6)
Coluna 162 - 22/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (5)
Coluna 161 - 15/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (4)
Coluna 160 - 08/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (3)
Coluna 159 - 01/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (2)
Coluna 158 - 21/03/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (1)
Coluna 157 - 25/02/2009 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)
Coluna 156 - 22/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)
Coluna 155 - 08/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (12)
Coluna 154 - 25/10/2008 - S.Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (11)
Coluna 153 - 18/10/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (10)
Coluna 152 - 11/10/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (9)
Coluna 151 - 27/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (8)
Coluna 150 - 20/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (7)
Coluna 149 - 13/09/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (6)
Coluna 148 - 06/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (5)
Coluna 147 - 30/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (4)
Coluna 146 - 24/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (3)
Coluna 145 - 16/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (2)
Coluna 144 - 09/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (1)
Coluna 143 - 02/08/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (3/3)
Coluna 142 - 19/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (2/3)
Coluna 141 - 12/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (1/3)
Coluna 140 - 05/07/2008 - As comarcas de Pernambuco, do Sertão e do Rio de S. Francisco e a separação da última da província de Pernambuco
Coluna 139 - 28/06/2008 - A extraordinária figura de Dom João VI, primeiro e único rei do Brasil
Coluna 138 - 21/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (25) - O trabalho servil e as suas conseqüências danosas que fazem do Brasil um país de povo pobre
Coluna 137 - 14/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (24) - A abolição da escravatura no Ceará, a povoação de Boa Viagem do Recife entre outros assuntos
Coluna 136 - 07/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (23) - A crise no abastecimento de água no Recife. Relatório do governo: as chuvas diminuem a bandidagem
Coluna 135 - 31/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (22) - O projeto de lei de Joaquim Nabuco abolindo a escravidão e a chamada Lei Saraiva que restringiu o voto
Coluna 134 - 24/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (21) - Ainda os efeitos da grande seca na Vila de S. Bento; o Ginásio Pernambucano em 1879
Coluna 133 - 17/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (20) - Os efeitos da grande seca em São Bento
Coluna 132 - 10/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (19) - A corrupçao na vida pública; o espírito empreendedor do barão de Mauá
Coluna 131 - 03/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (18) - A terrível seca dos três sete
Coluna 130 - 26/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (17) - A inauguração do palacete da rua da Aurora enquanto a febre amarela grassa em Pernambuco
Coluna 129 - 19/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (16) - A revolução nas comunicações e o desfecho da Questão Religiosa
Coluna 128 - 12/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (15) - Dom Vital e a Questão Religiosa
Coluna 127 - 05/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (14) - A Lei do Ventre Livre
Coluna 126 - 29/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (13) - A Guerra do Paraguai
Coluna 125 - 22/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (12) - A Guerra do Paraguai
Coluna 124 - 15/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (11)
Coluna 123 - 08/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (10)
Coluna 122 - 01/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (9)
Coluna 121 - 23/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (8)
Coluna 120 - 16/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (7)
Coluna 119 - 09/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (6)
Coluna 118 - 02/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (5)
Coluna 117 - 26/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (4)
Coluna 116 - 19/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (3)
Coluna 115 - 11/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (2) O Diario de Pernambuco na História do Brasil
Coluna 114 - 29/12/2007 - Pingos de história do Império Brasileiro (1) - A chegada ao Brasil da família imperial portuguesa
Coluna 113 - 22/12/2007 - A Bíblia, um livro de inúmeras histórias
Coluna 112 - 15/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (34)
Coluna 111 - 08/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (33)
Coluna 110 - 01/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (32)
Coluna 109 - 24/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (31)
Coluna 108 - 17/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (30)
Coluna 107 - 10/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (29)
Coluna 106 - 03/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (28)
Coluna 105 - 27/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (27)
Coluna 104 - 20/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (26)
Coluna 103 - 13/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (25)
Coluna 102 - 06/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (24)
Coluna 101 - 29/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (23)
Coluna 100 - 23/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (22)
Coluna 99 - 15/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)
Coluna 98 - 08/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (20)
Coluna 97 - 01/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (19)
Coluna 96 - 25/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (18)
Coluna 95 - 18/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (17)
Coluna 94 - 11/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)
Coluna 93 - 04/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (15)
Coluna 92 - 28/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (14)
Coluna 91 - 21/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (13)
Coluna 90 - 14/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (12)
Coluna 89 - 07/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)
Coluna 88 - 30/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (10)
Coluna 87 - 23/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (9)
Coluna 86 - 16/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (8)
Coluna 85 - 09/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (7)
Coluna 84 - 02/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (6)
Coluna 83 - 26/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (5)
Coluna 82 - 19/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (4)
Coluna 81 - 12/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (3)
Coluna 80 - 05/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (2)
Coluna 79 - 28/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (1)
Coluna 78 - 21/04/2007 - A Guarda Nacional da Vila e Município de São Bento
Coluna 77 - 14/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses das décadas de 1930 e 1940
Coluna 76 - 07/04/2007 - Uma breve visita à nossa querida São Bento do Una
Coluna 75 - 31/03/2007 - Planejamento familiar no Brasil: uma necessidade inadiável
Coluna 74 - 24/03/2007 - Hoje, meio século de uma tragédia são-bentense
Coluna 73 - 17/03/2007 - "Eu vi o mundo... Ele começava no Recife"
Coluna 72 - 10/03/2007 - Reminiscências de um menino de São Bento (7)
Coluna 71 - 03/03/2007 - Um fazendeiro são-bentense do século XIX
Coluna 70 - 24/02/2007 - O Rio de Janeiro será sempre o Rio de Janeiro
Coluna 69 - 17/02/2007 - Gilvan Lemos, simplesmente um escritor
Coluna 68 - 10/02/2007 - A Great Western da minha meninice: uma pequena história
Coluna 67 - 03/02/2007 - A declaração universal dos direitos humanos
Coluna 66 - 27/01/2007 - A revolta da chibata
Coluna 65 - 20/01/2007 - A revolta da vacina
Coluna 64 - 13/01/2007 - Apolônio Sales, um estadista de grande valor
Coluna 63 - 06/01/2007 - 2006: Um ano de saldo positivo apesar do pouco crescimento econômico
Coluna 62 - 30/12/2006 - A "Batalha da Borracha", um episódio esquecido da história do Brasil
Coluna 61 - 23/12/2006 - Alguns suicidas famosos (2/2)
Coluna 60 - 16/12/2006 - Alguns suicidas famosos (1/2)
Coluna 59 - 09/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (16)
Coluna 58 - 02/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (15)
Coluna 57 - 25/11/2006 - Congresso Nacional perdulário, povo paupérrimo
Coluna 56 - 18/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (14)
Coluna 55 - 15/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (13)
Coluna 54 - 14/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (4/4)
Coluna 53 - 07/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (3/4)
Coluna 52 - 30/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (2/4)
Coluna 51 - 23/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (1/4)
Coluna 50 - 16/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (12)
Coluna 49 - 09/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (11)
Coluna 48 - 02/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (10)
Coluna 47 - 26/08/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (9)
Coluna 46 - 08/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (8)
Coluna 45 - 01/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (7)
Coluna 44 - 24/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (6)
Coluna 43 - 17/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (5)
Coluna 42 - 10/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (4)
Coluna 41 - 03/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (3)
Coluna 40 - 27/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (2)
Coluna 39 - 20/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (6)
Coluna 38 - 13/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (1)
Coluna 37 - 06/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (5)
Coluna 36 - 29/04/2006 - Os planetas e seus satélites
Coluna 35 - 22/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (2)
Coluna 34 - 15/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (1)
Coluna 33 - 08/04/2006 - Nome de rua não deve ser mudado
Coluna 32 - 01/04/2006 - Brasil, nova potência petrolífera mundial!
Coluna 31 - 25/03/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (4)
Coluna 30 - 18/03/2006 - Biodiesel: um combustível social e ecológico
Coluna 29 - 11/03/2006 - Os livros de Sebastião Cintra
Coluna 28 - 04/03/2006 - Um sábado sangrento no Recife
Coluna 27 - 25/02/2006 - O início do resgate da nossa dívida social
Coluna 26 - 18/02/2006 - Fim da pobreza mundial até 2015
Coluna 25 - 11/02/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (3)
Coluna 24 - 04/02/2006 - Aspectos gerais da lei de responsabilidade fiscal
Coluna 23 - 28/01/2006 - Pernambuco começa a sair da letargia
Coluna 22 - 21/01/2006 - Perfil demográfico no mundo rico
Coluna 21 - 14/01/2006 - Brasil, potência mundial em 2020
Coluna 20 - 07/01/2006 - Os gatunos da esperança
Coluna 19 - 31/12/2005 - Josué Severino, o mestre e a Banda Santa Cecília
Coluna 18 - 24/12/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (2)
Coluna 17 - 17/12/2005 - Pequenas idéias para o desenvolvimento de São Bento do Una
Coluna 16 - 10/12/2005 - Do Estado pouco ou nada espero
Coluna 15 - 04/12/2005 - A América do Sul e o nazismo
Coluna 14 - 27/11/2005 - A Venezuela bolivariana de hoje
Coluna 13 - 26/11/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (1)
Coluna 12 - 13/11/2005 - A crise argentina
Coluna 11 - 13/11/2005 - A saga de Delmiro Gouveia
Coluna 10 - 10/11/2005 - O velho na legislação brasileira
Coluna 9 - 31/10/2005 - O projeto São Francisco
Coluna 8 - 24/10/2005 - Correio eletrônico, maravilha do nosso tempo
Coluna 7 - 13/10/2005 - Um século sem presidente paulista
Coluna 6 - 09/10/2005 - O Grande Pronome 'Lhe' Morreu!
Coluna 5 - 29/09/2005 - Brasil 2005 - Uma Economia Mais Forte
Coluna 4 - 22/09/2005 - As Vestais da Moralidade Pública
Coluna 3 - 15/09/2005 - Mordomia & Nepotismo
Coluna 2 - 07/09/2005 - Tratamento de Excelência
Coluna 1 - 07/08/2005 - Hiroshima - uma covardia inominável


©2003-2017 - Portal São Bento do Una