Nublado a parcialmente nublado

Máxima: 26 ºC
Mínima: 18 ºC

Navegando: Indisponível

Coluna 157: S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)
Publicada dia 25 de Fevereiro de 2009

S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)

Os vicariatos de Antônio Granja de Siqueira Teles (1931-1933) e de João Rodrigues de Melo (1934-1963) 


No dia 24 de outubro de 1931, um sábado, assumiu a paróquia do Senhor Bom Jesus o padre Antônio Granja de Siqueira Teles, que conduziria o rebanho católico por pouco mais de dois anos. Ele foi o décimo vigário. No livro-tombo n. 1, da paróquia, há o registro de posse em forma de declaração em que o padre Granja diz ter sido provisionado pelo Bispo Diocesano de Garanhuns no dia 22 de outubro de 1931. O representante do bispo, monsenhor José de Anchieta Callou, vigário-geral, foi quem deu posse ao vigário, em missa conventual, diante das autoridades locais e enorme assistência de fiéis.


Em sua curta passagem, o vigário restaurou o reboco externo da matriz, reformou e limpou a casa paroquial, fundou apostolados da oração nas capelas de Salobro e de Capoeiras, reformou o cemitério da cidade que na época estava sob os cuidados da autoridade religiosa, com a ajuda dos fiéis, comprou um sino para a capela de Salobro. E, por fim, com a doação de um conto de réis feita pelo Barão de Suassuna, mandou proceder à limpeza da frente da igreja-matriz. Ainda no livro-tombo n. 1, vemos o registro da saída do padre Antônio Granja que no dia 27 de novembro de 1933, entregando a freguesia ao vigário-substituto, padre Godoy, reitor do Seminário Menor de Garanhuns, que regeu a paróquia até a chegada daquele que foi, sem demérito aos demais, o mais dinâmico e operoso dos vigários que por São Bento passaram ao longo de sua história político-religiosa, ou seja, padre João Rodrigues de Melo.


A posse do décimo primeiro vigário ocorreu no domingo, 11 de fevereiro de 1934. Naquele momento de alegria pela chegada triunfal de João Rodrigues, poucos poderiam acreditar que ele ficasse na sua adotiva S. Bento até seu desenlace no dia 07 de julho de 1963, quase trinta anos depois. Esse vicariato marcou de modo inalienável a história recente de nossa cidade. Padre João Rodrigues, com sua voz fanha, conquistava o mais insubmisso dos seres humanos e suas prédicas muito contribuíram para a formação de homens íntegros, contando sempre com as catequistas são-bentenses que procuraram ensinar o bom caminho, o caminho da honestidade e da solidariedade.


Padre João Rodrigues marcou, de modo indelével, sua passagem por nossa terra, após exercer o vicariato em tantas outras paróquias, muitas das quais mais importantes do que a nossa. Era um homem extremamente dedicado ao trabalho tanto da vida religiosa como de suas atividades como fazendeiro e empreendedor. Para chegar aos seus fiéis não media esforços, seja em cima do lombo de um cavalo trotão, seja, mais tarde a bordo de sua baratinha Ford 1929 que foi conduzida, entre outros, pelo seu sacristão Pedro Tenório, por Zé Campina e por Ivan do Padre. Enfrentava sem grandes reclamações as esburacadas estradas vicinais sempre levando uma palavra de carinho e de conforto aos seus fiéis moribundos pelos sítios são-bentenses. Também ministrava com alegria os sacramentos do batismo e do matrimônio nos oratórios públicos e privados, bem como nas muitas capelas que plantou nos atuais municípios de São Bento, Capoeiras e parte do de Pesqueira. Para padre João o cumprimento dos seus deveres de sacerdote estava acima de quaisquer dificuldades, enfrenta chuva, frio e sol inclemente, sempre levando o conforto e a alegria aos que precisavam de uma palavra amiga.


Segundo podemos ler no extraordinário livro de Ivete de Morais Cintra, glória maior da historiografia são-bentense, "São Bento do Una: Formação Histórica", o padre João Rodrigues de Melo era um sertanejo de quatro costados, nascido na cidade de Custódia no dia 16 de maio de 1897.  Seguindo uma vocação inquestionável pela vida religiosa, aos 25 anos de idade recebeu, em Olinda, o sacramento da ordem no dia da Senhora da Conceição, isto é, em oito de dezembro de 1922. A partir de então começou a sua peregrinação por diversas paróquias. Assim, durante mais de dez anos, esteve à frente das paróquias de Cimbres. Arcoverde e de Belém de Maria para, de modo definitivo assumir a paróquia de São Bento no dia 11 de fevereiro de 1934 até que a morte dela o separasse no domingo dia sete de julho de 1963. Foi sepultado no cemitério de São Bento do Una nesse mesmo dia por volta das 17h30min. Segundo o relato de Ivete de Morais Cintra, "impressionante a multidão que o levou ao túmulo".


João Rodrigues encontrou em sua freguesia apenas cinco mirradas capelas, muitas das quais em estado de conservação precário. De modo prático, procurou motivar e mobilizar os moradores dos núcleos populacionais onde não havia uma casa de oração. Conseguiu então com a ajuda dessa gente erigir onze capelas. Construiu uma igreja de grande dimensão na então vila são-bentense de Capoeiras com a ajuda importante de seus fiéis. As onde capelas que construiu no seu progressista vicariato foram: Campo Limpo, Espírito Santo, Mulungu, Cacimbão, Beira-Mar, Queimada Grande, Papagaio, Maniçoba, Alegre, Jurubeba e Pimenta. E das cinco capelas que encontrou em 1934 ainda teve o cuidado de reconstruir as de Pindorama, Salobro e Feijão.


Quando completou vinte e cinco anos à frente da Paróquia do Bom Jesus, o bispo diocesano de Garanhuns houve por bem fazer justiça ao grande sacerdote honrando-o com o título de cônego justamente no dia 11 de fevereiro de 1959. Em São Bento do Uma, João Rodrigues "festejou as suas bodas de prata de estada nesta paróquia, onde foi muito querido, respeitado e ainda hoje muito lembrado", como bem acentuou a nobre historiadora são-bentense.


O trabalho de padre João Rodrigues à frente de sua paróquia foi, sem dúvida alguma, de grande mérito, tendo conseguido com denodo, dedicação e trabalho persistente colocar a sua freguesia em primeiro lugar em movimento religioso entre as demais congêneres da Diocese de Garanhuns.


Como o livro citado neste ensaio é raro, somos levados a transcrever algumas passagens a respeito da figura inolvidável de padre João Rodrigues de Melo. Assim é que no dia 12 de julho de 1964 o jornal "O Monitor" da cidade de Garanhuns publicou a notícia da "Missa de Réquiem" por ocasião do primeiro aniversário do desaparecimento do grande brasileiro, cônego João Rodrigues de Melo.


O jornal, então, transcreve as belíssimas palavras proferidas pelo celebrante, padre Antônio Barbosa, porém pelo que se lê no livro não dá para perceber se essa missa de réquiem foi celebrada em São Bento do Una ou em Garanhuns, sede da diocese.


"Uma palavra de prontidão sempre esteve em seus lábios e um transbordamento de alegria sempre presente, com quem se encontrava pelas longas caminhadas. A queixa de um sol queimante ou de um frio impertinente não lhe fazia resistência, por uma travessia em busca da ovelha necessitada".


"Mesmo que, fanhosamente, criticasse o cavalo chotão do matuto carrancudo nem assim se fazia omisso no cumprimento do dever. Amigo de todas as horas, serviçal a toda prova, generoso, hospitaleiro, atencioso para quem o procurava".


Mais adiante, o celebrante, padre Antônio Barbosa, concluía com toda a propriedade o elogio ao grande cônego João Rodrigues de Melo:


"A agilidade e prontidão em servir se converteu em paralisia e quietude sobre o leito de sacrifício. Com voz sumida ainda perdoa os pecados: no recanto da dor ainda celebra o santo sacrifício, nos braços dos amigos, ainda regenera o batismo. Quer morrer como vigário de São Bento. Deseja completar o sacrifício de sua vida como pai da grande família e como pastor do amado rebanho".


Vinte e um dias após as cerimônias fúnebres que emocionaram vivamente o povo de São Bento, isto é, em 28 de julho de 1963, o já mencionado jornal "O Monitor" de Garanhuns publicava um poema da lavra de Altino Soares da Rocha, datado de  11 de julho de 1963, em memória do cônego João Rodrigues de Melo que ora transcrevemos para que as novas gerações tenham na memória a grande figura humana e empreendedora que foi o sacerdote sertanejo acostumado com sua rotina de visitar milhares de vezes as suas estimadas capelas. Ele foi sem qualquer dúvida um disseminador da fé, um construtor e reformador de templos e sempre teve uma palavra amiga mesmo nos momentos difíceis que foram os do final de sua existência.


Vejamos, pois, os versos do saudoso Altino como uma homenagem também ao versejador sincero e que não deixa de ser uma mensagem de fé inquebrantável de um povo que amou como nunca o seu festejado sacerdote:


"A morte do Pastor"


"Dorme o pastor o sono eterno...


Sono dos justos, dos que amaram...


Dos que não temem as chamas do inferno,


Dos que na paz sempre andaram.


 


O rurícola chorou... a cidade também,


O povo compungido demonstrava dor,


O sino rouco anunciava ao além...


A partida da Terra do nosso pastor.


 


O luto baixou cobrindo a cidade,


As preces subiram em demanda do céu,


As mãos estendidas em sinal de amizade...


Acenavam trementes, cobertas de véu.


 


A terra faminta seu corpo guardou,


As lágrimas corriam na terra também...


E o rosto sombrio do nosso pastor...


Mostrava um sorriso... retrato do bem.


 


Choraram os cristãos, lágrima sentida,


O anticristão, cabisbaixo ficou...


Todos sentido, a perda sofrida,


Do padre católico, do nosso pastor.


...


O cônego João Rodrigues de Melo não foi apenas um ilustre sacerdote amado por todos os são-bentenses como uma pessoa que sempre tinha uma palavra amiga, uma orientação sábias para todas aqueles que, com problemas diversos, a ele se dirigiam em busca de um norte para suas agruras ou dúvidas. Homem simples e ao mesmo tempo moderno, sua residência estava sempre aberta, recebendo os visitantes com um cálice de saboroso licor de cacau ou de um vinho de qualidade superior.


Dispondo de amplo terreno nas proximidades de sua igreja-matriz, mostrou todo o seu lado de empreendedor civil, construindo casas para atender a carência habitacional de então. As ruas de casas por ele construídas eram chamadas carinhosamente pelo povo de "Rua do Padre". Homem de seu tempo, fazendeiro próspero, se livrou dos cavalos "trotões" para adquirir uma baratinha preta Ford 1929 que durante muito tempo foi conduzida por Pedro Tenório, seu antigo sacristão que foi buscar em Garanhuns porque também entendia da complicada mecânica dos automóveis daquele tempo.


A "baratinha 29" de padre João era um sucesso em todos os lugares que chegava, principalmente para a meninada não acostumada com aquele carrinho de motor de batida compassada em que se usava uma manivela para fazê-lo funcionar de vez que não dispunha da novidade que seria o motor de arranque. Esse veículo também foi conduzido por Zé Campina e depois por Ivan do Padre e enfrentava as estradas vicinais esburacadas e atravessando riachos em tempos de cheia.


Além de construtor de casa, de disseminador e reformador de capelas, padre João foi um dos fundadores e construtores da Cooperativa Agro-Pecuária de São Bento do Uma, situada na Rua João Pessoa, e hoje em ruínas, sendo que suas paredes externas servem hoje de "outdoor" para a propaganda política e comercial. Não temos conhecimento do destino dado ao prédio da administração, bem como dos diversos armazéns que recebiam a produção rural são-bentense. Igualmente, não temos conhecimento da situação jurídica da citada cooperativa bem como de quem está à frente do que restou dessa antiga instituição são-bentense que para se realizar contou com a decisiva colaboração do padre João Rodrigues de Melo.


Em janeiro de 2009, constatamos que o busto do saudoso pároco são-bentense foi arrancado de sua base. Isto ocorreu há algum tempo e nenhuma providência foi tomada no sentido de sua recolocação. De igual modo, a placa do monumento está toda riscada sendo por isso difícil a leitura do que lá está escrito. Sabemos que parte do pronunciamento do padre Antônio Barbosa, por ocasião da missa de réquiem realizada no primeiro aniversário da morte de João Rodrigues. Com muito esforço e boa vontade a pessoa pode ler os traços biográficos assim como as magníficas palavras do celebrante.


João Rodrigues está indelevelmente ligado a uma fase boa e inesquecível de São Bento que a pouco e pouco despertava para uma nova realidade na vida econômica e social, cujas bases tiveram, para tanto, a mão abençoada do grande sacerdote.


 


...


 Nota do Autor: 


A série em questão fica temporariamente suspensa. Em próxima visita a São Bento do Una, procuraremos a paróquia com vistas a pedir autorização para pesquisar nos seus livros as gestões dos sacerdotes que seguiram à frente da freguesia após a morte do cînego João Rodrigues.


...


Correio eletrônico:

orlandocalado@yahoo.com.br 


Para ver fotos de São Bento e sua gente, clique no link a seguir:

www.orlandocalado.flogbrasil.terra.com.br  


Para acessar a Rádio São Bento FM, clique no link a seguir:

http://www.sãobentofm.com.br/

Pau Amarelo PE 25 de fevereiro de 2009

Orlando Calado é bacharel em direito.


Colunas anteriores:

Coluna 246 - 16/07/2017 - História de São Bento do Una, Pernambuco, Brazil
Coluna 245 - 10/05/2017 - Pleito de gratidão a Dirceu e Ludgero
Coluna 244 - 14/04/2017 - Historia Municipal - A morte do mesário eleitoral
Coluna 243 - 13/02/2017 - Treze anos sem Sebastião Soares Cintra
Coluna 242 - 27/01/2017 - Injustiça imperdoável
Coluna 241 - 22/01/2017 - Sem memória não há História
Coluna 240 - 18/12/2016 - Felipe Manso, o prefeito que não foi
Coluna 239 - 05/12/2016 - Osvaldo Maciel, um grande Homem
Coluna 238 - 30/11/2016 - O Açude do Doutor Olavo
Coluna 237 - 24/11/2016 - São Bento, vida política e administrativa em 1930
Coluna 236 - 20/06/2016 - Cadê as coisas que deixei?
Coluna 235 - 14/06/2016 - O Sindicato Pastoril de S. Bento, um avanço para a época
Coluna 234 - 07/06/2016 - Esmeraldino Bandeira, um esquecido na nossa História
Coluna 233 - 05/06/2016 - Tributo ao prefeito Manoel Cândido, de São Bento
Coluna 232 - 29/05/2016 - Agamenon Magalhães e São Bento do Una
Coluna 231 - 11/09/2015 - As meretrizes da São Bento dos velhos tempos
Coluna 230 - 30/04/2015 - Por que nossa data magna municipal é o 30 de abril?
Coluna 229 - 06/02/2015 - Rodolfo Paiva, um são-bentense honorário
Coluna 228 - 03/01/2015 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (6)
Coluna 227 - 02/01/2015 - Monsenhor José de Anchieta Callou
Coluna 226 - 27/12/2014 - Padre Joaquim Alfredo, um mártir
Coluna 225 - 19/09/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (5)
Coluna 224 - 29/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (4)
Coluna 223 - 15/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (3)
Coluna 222 - 23/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (2)
Coluna 221 - 05/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (1)
Coluna 220 - 15/05/2014 - Uma pena: Clávio de Melo Valença nos deixou
Coluna 219 - 13/05/2014 - O que foi feito de nossas coisas antigas? Cadê?
Coluna 218 - 12/05/2014 - Zé Bico e Beni, dois são-bentenses notáveis
Coluna 217 - 09/04/2014 - Cícero Romão Batista, o santo do Nordeste do Brasil
Coluna 216 - 17/10/2013 - É hora de o político abrir os olhos
Coluna 215 - 02/10/2013 - A elite reacionária de ontem, de hoje e de sempre
Coluna 214 - 06/09/2013 - Custa caro um deputado federal pernambucano
Coluna 213 - 18/07/2013 - É duro ser um brasileiro comum, pagador de impostos
Coluna 212 - 14/07/2013 - Considerações várias sobre uma pequena cidade
Coluna 211 - 29/06/2013 - Lêucio Mota, estadista são-bentense do Una
Coluna 210 - 27/06/2013 - Nobre é a missão do professor
Coluna 209 - 21/06/2013 - Este País parece que não tem jeito mesmo
Coluna 208 - 16/06/2013 - Apolônio Sales, estadista brasileiro, o homem que tirou o Nordeste das trevas
Coluna 207 - 06/06/2013 - Registro histórico da posse de Gilvan Lemos na APL
Coluna 206 - 14/05/2013 - A grande seca de 2013
Coluna 205 - 06/05/2013 - Quebra de sigilo bancário
Coluna 204 - 30/04/2013 - Datas notáveis de São Bento do Una, edição revista e ampliada
Coluna 203 - 26/04/2013 - E as bombas da maratona de Boston?
Coluna 202 - 16/01/2012 - Enaltecendo São Bento e a Festa dos Santos Reis
Coluna 201 - 30/04/2011 - São Bento do Una: 151 anos de governo próprio
Coluna 200 - 05/04/2011 - Padre João Rodrigues, o semeador de templos
Coluna 199 - 15/10/2010 - O espírito pioneiro são-bentense do Una (1)
Coluna 198 - 22/07/2010 - Jackson do Pandeiro, o ritmista virtuoso
Coluna 197 - 13/04/2010 - Datas notáveis de S. Bento do Una desde os primórdios ao centenário de sua emancipação política em 1960
Coluna 196 - 28/02/2010 - Legado à posteridade
Coluna 195 - 22/01/2010 - Considerações finais a respeito do Governo Provisório da República de 1889
Coluna 194 - 30/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (37) (Fim da Série)
Coluna 193 - 20/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (36)
Coluna 192 - 09/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (35)
Coluna 191 - 02/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (34)
Coluna 190 - 25/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (33)
Coluna 189 - 18/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (32)
Coluna 188 - 11/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (31)
Coluna 187 - 04/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (30)
Coluna 186 - 27/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (29)
Coluna 185 - 21/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (28)
Coluna 184 - 14/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (27)
Coluna 183 - 07/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (26)
Coluna 182 - 30/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (25)
Coluna 181 - 23/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (24)
Coluna 180 - 16/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (23)
Coluna 179 - 09/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (22)
Coluna 178 - 02/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (21)
Coluna 177 - 26/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (20)
Coluna 176 - 19/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (19)
Coluna 175 - 12/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (18)
Coluna 174 - 05/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (17)
Coluna 173 - 29/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (16)
Coluna 172 - 22/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (15)
Coluna 171 - 16/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (14)
Coluna 170 - 08/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (13)
Coluna 169 - 01/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (12)
Coluna 168 - 25/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (11)
Coluna 167 - 17/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (10)
Coluna 166 - 09/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (9)
Coluna 165 - 27/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (8)
Coluna 164 - 17/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (7)
Coluna 163 - 29/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (6)
Coluna 162 - 22/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (5)
Coluna 161 - 15/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (4)
Coluna 160 - 08/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (3)
Coluna 159 - 01/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (2)
Coluna 158 - 21/03/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (1)
Coluna 157 - 25/02/2009 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)
Coluna 156 - 22/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)
Coluna 155 - 08/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (12)
Coluna 154 - 25/10/2008 - S.Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (11)
Coluna 153 - 18/10/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (10)
Coluna 152 - 11/10/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (9)
Coluna 151 - 27/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (8)
Coluna 150 - 20/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (7)
Coluna 149 - 13/09/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (6)
Coluna 148 - 06/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (5)
Coluna 147 - 30/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (4)
Coluna 146 - 24/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (3)
Coluna 145 - 16/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (2)
Coluna 144 - 09/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (1)
Coluna 143 - 02/08/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (3/3)
Coluna 142 - 19/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (2/3)
Coluna 141 - 12/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (1/3)
Coluna 140 - 05/07/2008 - As comarcas de Pernambuco, do Sertão e do Rio de S. Francisco e a separação da última da província de Pernambuco
Coluna 139 - 28/06/2008 - A extraordinária figura de Dom João VI, primeiro e único rei do Brasil
Coluna 138 - 21/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (25) - O trabalho servil e as suas conseqüências danosas que fazem do Brasil um país de povo pobre
Coluna 137 - 14/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (24) - A abolição da escravatura no Ceará, a povoação de Boa Viagem do Recife entre outros assuntos
Coluna 136 - 07/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (23) - A crise no abastecimento de água no Recife. Relatório do governo: as chuvas diminuem a bandidagem
Coluna 135 - 31/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (22) - O projeto de lei de Joaquim Nabuco abolindo a escravidão e a chamada Lei Saraiva que restringiu o voto
Coluna 134 - 24/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (21) - Ainda os efeitos da grande seca na Vila de S. Bento; o Ginásio Pernambucano em 1879
Coluna 133 - 17/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (20) - Os efeitos da grande seca em São Bento
Coluna 132 - 10/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (19) - A corrupçao na vida pública; o espírito empreendedor do barão de Mauá
Coluna 131 - 03/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (18) - A terrível seca dos três sete
Coluna 130 - 26/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (17) - A inauguração do palacete da rua da Aurora enquanto a febre amarela grassa em Pernambuco
Coluna 129 - 19/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (16) - A revolução nas comunicações e o desfecho da Questão Religiosa
Coluna 128 - 12/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (15) - Dom Vital e a Questão Religiosa
Coluna 127 - 05/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (14) - A Lei do Ventre Livre
Coluna 126 - 29/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (13) - A Guerra do Paraguai
Coluna 125 - 22/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (12) - A Guerra do Paraguai
Coluna 124 - 15/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (11)
Coluna 123 - 08/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (10)
Coluna 122 - 01/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (9)
Coluna 121 - 23/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (8)
Coluna 120 - 16/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (7)
Coluna 119 - 09/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (6)
Coluna 118 - 02/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (5)
Coluna 117 - 26/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (4)
Coluna 116 - 19/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (3)
Coluna 115 - 11/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (2) O Diario de Pernambuco na História do Brasil
Coluna 114 - 29/12/2007 - Pingos de história do Império Brasileiro (1) - A chegada ao Brasil da família imperial portuguesa
Coluna 113 - 22/12/2007 - A Bíblia, um livro de inúmeras histórias
Coluna 112 - 15/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (34)
Coluna 111 - 08/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (33)
Coluna 110 - 01/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (32)
Coluna 109 - 24/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (31)
Coluna 108 - 17/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (30)
Coluna 107 - 10/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (29)
Coluna 106 - 03/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (28)
Coluna 105 - 27/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (27)
Coluna 104 - 20/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (26)
Coluna 103 - 13/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (25)
Coluna 102 - 06/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (24)
Coluna 101 - 29/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (23)
Coluna 100 - 23/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (22)
Coluna 99 - 15/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)
Coluna 98 - 08/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (20)
Coluna 97 - 01/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (19)
Coluna 96 - 25/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (18)
Coluna 95 - 18/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (17)
Coluna 94 - 11/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)
Coluna 93 - 04/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (15)
Coluna 92 - 28/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (14)
Coluna 91 - 21/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (13)
Coluna 90 - 14/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (12)
Coluna 89 - 07/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)
Coluna 88 - 30/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (10)
Coluna 87 - 23/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (9)
Coluna 86 - 16/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (8)
Coluna 85 - 09/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (7)
Coluna 84 - 02/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (6)
Coluna 83 - 26/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (5)
Coluna 82 - 19/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (4)
Coluna 81 - 12/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (3)
Coluna 80 - 05/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (2)
Coluna 79 - 28/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (1)
Coluna 78 - 21/04/2007 - A Guarda Nacional da Vila e Município de São Bento
Coluna 77 - 14/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses das décadas de 1930 e 1940
Coluna 76 - 07/04/2007 - Uma breve visita à nossa querida São Bento do Una
Coluna 75 - 31/03/2007 - Planejamento familiar no Brasil: uma necessidade inadiável
Coluna 74 - 24/03/2007 - Hoje, meio século de uma tragédia são-bentense
Coluna 73 - 17/03/2007 - "Eu vi o mundo... Ele começava no Recife"
Coluna 72 - 10/03/2007 - Reminiscências de um menino de São Bento (7)
Coluna 71 - 03/03/2007 - Um fazendeiro são-bentense do século XIX
Coluna 70 - 24/02/2007 - O Rio de Janeiro será sempre o Rio de Janeiro
Coluna 69 - 17/02/2007 - Gilvan Lemos, simplesmente um escritor
Coluna 68 - 10/02/2007 - A Great Western da minha meninice: uma pequena história
Coluna 67 - 03/02/2007 - A declaração universal dos direitos humanos
Coluna 66 - 27/01/2007 - A revolta da chibata
Coluna 65 - 20/01/2007 - A revolta da vacina
Coluna 64 - 13/01/2007 - Apolônio Sales, um estadista de grande valor
Coluna 63 - 06/01/2007 - 2006: Um ano de saldo positivo apesar do pouco crescimento econômico
Coluna 62 - 30/12/2006 - A "Batalha da Borracha", um episódio esquecido da história do Brasil
Coluna 61 - 23/12/2006 - Alguns suicidas famosos (2/2)
Coluna 60 - 16/12/2006 - Alguns suicidas famosos (1/2)
Coluna 59 - 09/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (16)
Coluna 58 - 02/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (15)
Coluna 57 - 25/11/2006 - Congresso Nacional perdulário, povo paupérrimo
Coluna 56 - 18/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (14)
Coluna 55 - 15/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (13)
Coluna 54 - 14/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (4/4)
Coluna 53 - 07/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (3/4)
Coluna 52 - 30/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (2/4)
Coluna 51 - 23/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (1/4)
Coluna 50 - 16/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (12)
Coluna 49 - 09/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (11)
Coluna 48 - 02/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (10)
Coluna 47 - 26/08/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (9)
Coluna 46 - 08/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (8)
Coluna 45 - 01/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (7)
Coluna 44 - 24/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (6)
Coluna 43 - 17/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (5)
Coluna 42 - 10/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (4)
Coluna 41 - 03/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (3)
Coluna 40 - 27/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (2)
Coluna 39 - 20/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (6)
Coluna 38 - 13/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (1)
Coluna 37 - 06/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (5)
Coluna 36 - 29/04/2006 - Os planetas e seus satélites
Coluna 35 - 22/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (2)
Coluna 34 - 15/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (1)
Coluna 33 - 08/04/2006 - Nome de rua não deve ser mudado
Coluna 32 - 01/04/2006 - Brasil, nova potência petrolífera mundial!
Coluna 31 - 25/03/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (4)
Coluna 30 - 18/03/2006 - Biodiesel: um combustível social e ecológico
Coluna 29 - 11/03/2006 - Os livros de Sebastião Cintra
Coluna 28 - 04/03/2006 - Um sábado sangrento no Recife
Coluna 27 - 25/02/2006 - O início do resgate da nossa dívida social
Coluna 26 - 18/02/2006 - Fim da pobreza mundial até 2015
Coluna 25 - 11/02/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (3)
Coluna 24 - 04/02/2006 - Aspectos gerais da lei de responsabilidade fiscal
Coluna 23 - 28/01/2006 - Pernambuco começa a sair da letargia
Coluna 22 - 21/01/2006 - Perfil demográfico no mundo rico
Coluna 21 - 14/01/2006 - Brasil, potência mundial em 2020
Coluna 20 - 07/01/2006 - Os gatunos da esperança
Coluna 19 - 31/12/2005 - Josué Severino, o mestre e a Banda Santa Cecília
Coluna 18 - 24/12/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (2)
Coluna 17 - 17/12/2005 - Pequenas idéias para o desenvolvimento de São Bento do Una
Coluna 16 - 10/12/2005 - Do Estado pouco ou nada espero
Coluna 15 - 04/12/2005 - A América do Sul e o nazismo
Coluna 14 - 27/11/2005 - A Venezuela bolivariana de hoje
Coluna 13 - 26/11/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (1)
Coluna 12 - 13/11/2005 - A crise argentina
Coluna 11 - 13/11/2005 - A saga de Delmiro Gouveia
Coluna 10 - 10/11/2005 - O velho na legislação brasileira
Coluna 9 - 31/10/2005 - O projeto São Francisco
Coluna 8 - 24/10/2005 - Correio eletrônico, maravilha do nosso tempo
Coluna 7 - 13/10/2005 - Um século sem presidente paulista
Coluna 6 - 09/10/2005 - O Grande Pronome 'Lhe' Morreu!
Coluna 5 - 29/09/2005 - Brasil 2005 - Uma Economia Mais Forte
Coluna 4 - 22/09/2005 - As Vestais da Moralidade Pública
Coluna 3 - 15/09/2005 - Mordomia & Nepotismo
Coluna 2 - 07/09/2005 - Tratamento de Excelência
Coluna 1 - 07/08/2005 - Hiroshima - uma covardia inominável


©2003-2017 - Portal São Bento do Una