Nublado a parcialmente nublado

Máxima: 32 ºC
Mínima: 17 ºC

Navegando: Indisponível

Coluna 99: Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)
Publicada dia 15 de Setembro de 2007

Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)

Em 1958, em razão de uma lei votada pela Assembléia Legislativa de Pernambuco, nosso município perdeu de uma só vez os distritos de Cachoeirinha e de Cabanas para a formação do  município de Cachoeirinha. O mais interessante, no caso, é que a lei não foi sancionada pelo então vice-governador Octávio Correia de Araújo, no exercício da governadoria, certamente para não desagradar os são-bentenses que viam seu território municipal diminuir acentuadamente ou porque o próprio governante achasse contrária ao interesse público a criação de municípios. Então, diante do silêncio do Poder Executivo, coube ao presidente da Assembléia  Legislativa promulgar a lei.


Essa campanha dos políticos cachoeirinhenses pela emancipação do distrito não causou grande impacto entre os políticos e moradores da nossa cidade, uma vez que era voz corrente que o distrito-sede investia mais do que arrecadava em impostos e taxas nos dois distritos que seriam desmembrados. Então, não se sabe bem ao certo a motivação de Otávio Correia de Araújo em não ter sancionado a lei. A propósito, quem, também, parecia  não ser muito afeito a sancionar leis, pelo que vimos através dos diários oficiais de janeiro de 1952, era o governador Agamenon Sérgio de Godói Magalhães, pois que no mês e ano antes citados deixou essa tarefa para o presidente da Assembléia, Clélio Lemos, que promulgou dezenas de leis.

Deixemos essas minudências de natureza política de lado e consoante prometemos vamos transcrever, ipsis verbis, o ato legislativo, publicado no Diário Oficial do dia seguinte:  

"Lei n. 3309, de 17 de dezembro de 1958 

Cria o município de Cachoeirinha, desmembrado do de São Bento.

O Presidente da Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco:

Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu promulgo a seguinte lei: 

Art. 1° - Fica criado o município de Cachoeirinha, desmembrado do de São Bento, de acordo com o art. 103 da Constituição de Estado. 

Art. 2º - O novo Município, cuja sede será a vila do mesmo nome, terá como território o do atual distrito, acrescido do Distrito de Cabanas de São Bento do Una.  

Art. 3º - Limitar-se-á com o Município de Altinho pela Linha da Companhia Hidro-Elétrica de Paulo Afonso, e, com o Município de São Caetano, pelo limite sul da propriedade Mocambo, seguindo pela estrada carroçável até encontrar a Estrada Tronco Central entre São Caetano e Cachoeirinha, e em seguida por uma linha reta  passando pela propriedade Furnas, até encontrar a propriedade Lagoa da Laje, nos limites do município com São Bento do Una. 

Art. 4º - Revogadas as disposições em contrário, a presente lei entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 1959. 

Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco, em 17 de dezembro de 1958. a) Clélio Lemos, Presidente." 

Eis aí a lei que livrou São Bento dessa pesada carga que era para o distrito-sede municipal ter que transferir recursos arrecadados nele com outros distritos mais pobres. Por esta razão, não se fez nenhuma campanha em sentido contrário, ou seja, evitar a separação desses distritos.  Um dia poderemos pesquisar os anais da Assembléia Legislativa para sabermos como decorreu a aprovação da lei e qual foi a posição do nosso então deputado Lívio Valença, diante dessa matéria. Ora, se a sede municipal não fez muita questão de manter os distritos de Cachoeirinha e Cabanas, vamos aos anais para reconstituirmos a verdade histórica. Cachoeirinha, hoje,  segue sua vidinha especializando-se no artesanato de couro, com seus arreios e selas e apesar de se localizar no meio de uma rodovia federal não alcançou grande nível de progresso. 

Exatamente cinco anos mais tarde, perdemos mais um distrito: o de Capoeiras. Nessa época de populismo acerbado, houve um esfrangalhar quase que total da estrutura municipal pernambucana com a criação de mais de seis dezenas de municípios, algo jamais visto na história de Pernambuco. Vilas sem as menores condições de subsistência passaram à condição de sede municipal. Como este pretenso ensaísta não morava em Pernambuco nos anos 1960, faz-se necessária uma pesquisa para saber de quem foi essa esdrúxula idéia de criar tantos municípios de uma só vez. Fez-se, então, uma lei para cada emancipação de distrito, todas elas sancionadas pelo então governador Miguel Arrais de Alencar  sem a chancela de nenhum secretário de Estado. 

Pasmem: o Diário Oficial do Estado de Pernambuco n. 285, do sábado, 21/12/1963, trouxe no seu bojo exatamente 60 leis promovendo vilas à categoria de cidade. Um verdadeiro festival de irresponsabilidade e leviandade legislativa. Procuramos nesse dia e não achamos a lei que dava status de cidade à nossa querida Capoeiras, berço de muitos antepassados são-bentenses. Deve ter havido alguma problema e a omissão só foi sanada no Diário Oficial n. 286, do domingo, 22/12/1963. Como se trabalhava naqueles tempos! Diário Oficial aos domingos era dose para leão. 

A criação de 61 municípios, naquele final de 1963, talvez tenha sido um dos vários motivos da deposição do governador Miguel Arraes pelo golpe militar de 1º de abril de 1964. Por que aquele desbragado e insólito processo de autonomia para algumas vilas insignificantes? É certo que muitas delas não vingaram. Precisamos saber como foi feita esta reversão. Será que o que presidiu a criação de 61 municípios de uma só tacada foi a verba do Fundo de Participação dos Municípios que faria com que os maiores municípios perdessem repasse de dinheiro para municípios sem as mínimas condições de sobreviver com recursos próprios?  

Temos que nos ater aos anais da Assembléia Legislativa de Pernambuco para saber de quem foi essa brilhante idéia de criar 61 cargos de prefeito e 61, de vice-prefeito. E não fica nisso, não. E as câmaras de vereadores, outro sorvedouro de recursos públicos. Quantos vereadores seriam necessários para fazer as leis e votar o orçamento municipal? É fácil. Cada câmara de pequeno município tem apenas 9 vereadores. Então, multiplicando 9 vezes 61 teríamos  mais 549 vereadores, isto sem falar na grande quantidade de aspones. Que festival de empreguismo, cheirando a populismo do mais barato! 

Sessenta e um novos municípios, de uma só vez, num Estado pobre como Pernambuco, significavam, em princípio, mais 61 prédios a ser construídos ou alugados para servirem de prefeitura. Outros 61 novos prédios a ser construídos ou alugados para abrigar as câmaras de vereadores. Haveria concurso para o provimento de alguns cargos na administração dos 61 novos municípios. Os prefeitos e presidentes de câmaras municipais certamente nomeariam parentes do 1°, 2° e 3º graus, consangüíneos ou afins, para prover os cargos de confiança. Uma infinidade de cargos de secretários municipais, chefes de gabinete, procuradores, chefes de departamentos, seriam criados. Enfim, a mixaria que a novel prefeitura arrecadasse  e mais as transferências obrigatórias dos governos estadual e federal seriam apenas para pagar os detentores de cargos eletivos, de confiança e os nomeados sem passarem pela porta larga do concurso público. Em troca, o cidadão pouco receberia em termos de educação e saúde que são as coisas mais básicas deste  País até hoje, decorridos 185 anos de independência e 117 de República.  

De certa feita, em ensaio anterior, analisamos superficialmente o orçamento municipal da vila de S. Bento para o exercício de 1900. Tivemos o cuidado de separar o que era pagamento de pessoal, aluguel, melhoramentos. Naquele tempo, como hoje, apesar da Lei de Responsabilidade Fiscal, quase 70% da previsão de receita era para remunerar pessoal: prefeito, presidente do conselho, conselheiros, secretário do prefeito, secretário do conselho, dois juízes municipais, arrecadadores, guarda municipal, escrivães, etc. A prefeitura não tinha nenhuma escola municipal ou mesmo um mestre-escola que pudesse, na sua própria casa, ensinar a ler e contar pelo menos aos meninos da então vila, sede do município. Isto quer dizer, em linhas gerais, que o que se arrecadava praticamente era para pagar pessoal. E o que se tinha em troca? Pouco, muito pouco: a iluminação a querosene que era de qualidade, a limpeza da vila e o mercado público que oferecia certo conforto aos vendedores e compradores.A manutenção dos açudes era feita pelo Estado, mas mesmo assim se cobrava dos munícipes são-bentenses um plus para ser aplicado na limpeza deles e na manutenção dos paredões.  

Mas, voltemos a lei que emancipou nossa irmã Capoeiras que se firmou como distrito-sede do município, fato que não aconteceu com alguns outros que foram emancipados e depois voltaram à condição de simples vila, pois, linhas adiante, pretendemos relacioná-los  para a apreciação de possíveis estudiosos dos assuntos municipais. A lei foi publicada no Diário Oficial de Pernambuco n. 286, do domingo, 22 de dezembro de 1963: 

"Lei n. 4998, de 21 de dezembro de 1963 

Ementa: Cria o Município de Capoeiras

O Governador do Estado de Pernambuco;

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte lei: 

Art. 1° - Fica criado o Município de Capoeiras, desmembrado do Município de São Bento do Una, cuja sede será  a do atual distrito do mesmo nome, que fica elevada à categoria de Cidade.


Art. 2° - Os limites do novo Município serão os mesmos do atual distrito, verificando-se o seguinte traçado na parte referente à divisa com o primeiro distrito, que será a partir do açude do sítio Capoeiras do Pinto seguirá em linha reta pela estada de rodagem até o riacho Maniçoba, no lugar denominado Rua do cisco; daí em linha reta ao ponto mais alto da serra dos Mimosos,  seguir em linha reta até um secular pau-ferro, denominado "Tenente Firmino" no lugar Várzea do Barro e di pela estrada de rodagem até a divisa de Jupi com São Banto do Una, no distrito de Jucati. 

Art. 3º - A presente lei entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 1964, juntamente com a Lei da Divisão Administrativa e Judiciária do Estado para o qüinqüênio 1964-1968. 

Art. 4º - Revogam-se as disposições em contrário. 

Palácio do Governo do Estado de Pernambuco, em 21 de dezembro de 1963.

a)      Miguel Arraes de Alencar." 

Agora, voltemos ao Diário Oficial de n. 285, do sábado, 21 de dezembro de 1963 para tomarmos conhecimento dos municípios criados naquele vergonhoso espetáculo contra as finanças públicas, pois salvo raríssimas exceções a maioria não tinha como se sustentar com sua própria arrecadação tributária. Os legisladores tiveram o cuidado de fazer uma lei para cada vila emancipada de modo que nesse dia o governador Arraes deve ter ficado com a mão cansada, pois sancionou 60 leis num mesmo dia, o que de certa forma deve ter sido o que se chama comumente de "record". 

Vamos lá sem mais delongas relacionar os municípios criados no final de 1963, tendo o cuidado de numerá-los para que não percamos a conta:

1)      Município de Calumbi, desmembrado do de Flores;



2)      Município de Itacuruba, desmembrado do de Belém do São Francisco;



3)      Município de Camutanga, desmembrado do de També, hoje Itambé;



4)      Município de Bernardo Vieira, desmembrado do de Serra Talhada;



5)      Município de Sairé, desmembrado do de Bezerros;



6)      Município de Paranatama, desmembrado do de Garanhuns;



7)      Município de Ibirajuba, desmembrado do de Altinho;



8)      Município de Feira Nova, desmembrado do de Glória do Goitá;



9)      Município de Saloá, desmembrado do de Bom Conselho;



10)  Município de Camela, desmembrado do de Ipojuca;



11)  Município de Calçado, desmembrado do de Canhotinho;



12)  Município de Lagoa do Carro. Desmembrado do de Carpina;



13)  Município de Pontas de Pedra, desmembrado do de Goiana;



14)  Município de Tracunhaém, desmembrado do de Nazaré da Mata;



15)  Município de Fazenda Nova, desmembrado do de Brejo da Madre de Deus;



16)  Município de Ferreiros, desmembrado do de També; hoje Itambé;



17)  Município de Iguaraci, desmembrado do de Afogados da Ingazeira;



18)  Município de Santa Maria do Cambucá, desmembrado do de Vertentes;



19)  Município de Ibimirim, desmembrado do de Inajá;



20)  Município de Trindade, desmembrado do de Araripina;



21)  Município de Terezinha, desmembrado do de Bom Conselho;



22)  Município de Tupanatinga, desmembrado do de Buíque;



23)  Município de Ponte dos Carvalhos, desmembrado do de Cabo de Sto. Agostinho;



24)  Município de Chã Grande, desmembrado do de Gravatá;



25)  Município de Itaquitinga, desmembrado do de Goiana;



26)  Município de Cedro, desmembrado do de Serrita;



27)  Município de Guararapes, desmembrado do de Jaboatão, hoje J. dos Guararapes;



28)  Município de Sítio dos Moreiras, hoje Moreilândia, desmembrado do de Serrita;



29)  Município de Lagoa de Itaenga, desmembrado do de Paudalho;



30)  Município de N. S. da Conceição, desmembrado do de Paulista;



31)  Município de  Xucuru, desmembrado do de Belo Jardim;



32)  Município de Solidão, desmembrado do de Tabira;



33)  Município de Buenos Aires, desmembrado do de Nazaré da Mata;



34)  Município de Ingazeira, desmembrado do de Tuparetama;



35)  Município de Granito, desmembrado do de Bodocó;



36)  Município de Santa Cruz da Baixa Verde, desmembrado do de Triunfo;



37)  Município de Salgadinho, desmembrado do de João Alfredo;



38)  Município de Rainha Isabel, desmembrado do de Bom Conselho;



39)  Município de Orocó, desmembrado do de Cabrobó;



40)  Município de Frei Miguelinho, desmembrado do de Vertentes;



41)  Município de Serra dos Ventos, desmembrado do de Belo Jardim;



42)  Município de N.S. do Ó, desmembrado do de Ipojuca;



43)  Município de São Benedito do Sul, desmembrado do de Quipapá;



44)  Município de Passira, desmembrado do de Limoeiro;



45)  Município de Tacaimbó, desmembrado do de São Caetano;



46)  Município de Afrânio, desmembrado do Petrolina;



47)  Município de Primavera, desmembrado do de Amaraji;



48)  Município de Chã da Alegria, desmembrado do de Glória do Goitá;



49)  Município de Cumaru, desmembrado do de Limoeiro;



50)  Município de Caetés, desmembrado do Garanhuns;



51)  Município de Camaragibe, desmembrado do de São Lourenço;



52)  Município de Pombos, desmembrado do de Vitória de Santo Antão;



53)  Município de Santa Terezinha, desmembrado do de São José do Egito;



54)  Município de Sapucarana, desmembrado do de Bezerros;



55)  Município de Cavaleiro, desmembrado do de Jaboatão, hoje J. dos Guararapes;



56)  Município de Abreu  Lima, desmembrado do de Paulista.



57)  Município de Machados, desmembrado do de Bom Jardim;



58)  Município de Iati, desmembrado do de Águas Belas;



59)  Município de Brejinho, desmembrado do de Itapetim;



60)  Município de Perpétuo Socorro, desmembrado do de Alagoinha.

 

61) Municpío de Capoeiras, desmembrado do de São Bnto do Una. 



Agora, para finalizar este ensaio, vamos, na medida do possível, eliminar os municípios que não vingaram. Para tanto, não vamos recorrer às leis estaduais revogadoras, mas ao "Mapa Político do Estado de Pernambuco", de dezembro de 1999, elaborado pelo Departamento de Engenharia Cartográfica da Universidade Federal de Pernambuco para o Instituto de Planejamento do Pernambuco (Condepe), do Governo do Estado. 



1.      A vila Bernardo Vieira foi reincorporada ao município de Serra Talhada;



2.      A vila de Camela foi reincorporada ao município de Ipojuca;



3.      A vila de Pontas de Pedra foi reincorporada ao município de Goiana;



4.      A vila de Fazenda Nova foi reincorporada ao município de Brejo da Madre de Deus;



5.      A vila de Ponte dos Carvalhos foi reincorporada ao Município do Cabo de Santo Agostinho;



6.      A vila de Guararapes, atual Muribeca dos Guararapes, ao que nos parece, foi reincorporada ao município de Jaboatão, hoje Jaboatão dos Guararapes;



7.      A vila de (Praia de) N. S. da Conceição foi reincorporada ao município de Paulista;



8.      A vila de Xucuru foi reincorporada ao município de Belo Jardim;



9.      A vila de Serra dos Ventos (hoje Serra do Vento) foi reincorporada ao município de Belo Jardim;



10.  A vila de N.S. do Ó foi reincorporada ao município de Ipojuca;



11.  A vila de Cavaleiro foi reincorporada ao município de Jaboatão, hoje Jaboatão dos Guararapes;



12.  A vila de Perpétuo Socorro foi reincorporada  ao município de Alagoinha.



13.  A vila de Rainha Isabel foi reincorporada ao município de Bom Conselho. 



A criação de municípios só em situações excepcionais. O mesmo deve ocorrer em relação a novos Estados. Tramitam nas duas  casas do Congresso Nacional vários projetos criando vários e inexpressivos estados brasileiros, inchando cada vez a representação no Senado, tornando essa casa a casa em que os pequenos terão maioria. Essa distorção faz com que se cogite da extinção dessa casa legislativa para maior celeridade na eleboração, discussão e votação das leis de que este País precisa. Cada novo Estado vem com 8 deputados federais e 24 deputados estaduais. É muita despesa sem qualquer retorno em favor do povo. São mais tribunais de justiça, tribunais regionais do trabalho, tribunais de contas, secretaria de estado, novas polícias civis e militares, ou seja, um gasto exorbitante em que o custo em muito supera os eventuais benefícios. 



Já é hora de os políticos tomarem vergonha e cumprirem as duas cláusulas da Lei Capistrano de Abreu que diz: "Artigo 1° - Todo brasileiro deve ter vergonha na cara. Artigo 2° -  Revogam-se as disposições em contrário."



Já é hora, também, de se eliminar definitivamente da política esses maus brasileiros que querem por querem novas sinecuras representadas por cargos eletivos e empregos públicos que não beneficiam o povo, pois o objetivo da verdadeira política é promover o bem geral.


...



 



Para crítica e sugestões visando ao aperfeiçoamento do texto, clique no link seguinte: orlandocalado@yahoo.com.br.



Para ver fotos recentes de S. Bento e sua gente, clique no link a seguir: www.orlandocalado.flogbrasil.terra.com.br.



 



 



 



Pau Amarelo PE 15 de setembro de 2007

Orlando Calado é bacharel em direito.


Colunas anteriores:

Coluna 246 - 16/07/2017 - História de São Bento do Una, Pernambuco, Brazil
Coluna 245 - 10/05/2017 - Pleito de gratidão a Dirceu e Ludgero
Coluna 244 - 14/04/2017 - Historia Municipal - A morte do mesário eleitoral
Coluna 243 - 13/02/2017 - Treze anos sem Sebastião Soares Cintra
Coluna 242 - 27/01/2017 - Injustiça imperdoável
Coluna 241 - 22/01/2017 - Sem memória não há História
Coluna 240 - 18/12/2016 - Felipe Manso, o prefeito que não foi
Coluna 239 - 05/12/2016 - Osvaldo Maciel, um grande Homem
Coluna 238 - 30/11/2016 - O Açude do Doutor Olavo
Coluna 237 - 24/11/2016 - São Bento, vida política e administrativa em 1930
Coluna 236 - 20/06/2016 - Cadê as coisas que deixei?
Coluna 235 - 14/06/2016 - O Sindicato Pastoril de S. Bento, um avanço para a época
Coluna 234 - 07/06/2016 - Esmeraldino Bandeira, um esquecido na nossa História
Coluna 233 - 05/06/2016 - Tributo ao prefeito Manoel Cândido, de São Bento
Coluna 232 - 29/05/2016 - Agamenon Magalhães e São Bento do Una
Coluna 231 - 11/09/2015 - As meretrizes da São Bento dos velhos tempos
Coluna 230 - 30/04/2015 - Por que nossa data magna municipal é o 30 de abril?
Coluna 229 - 06/02/2015 - Rodolfo Paiva, um são-bentense honorário
Coluna 228 - 03/01/2015 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (6)
Coluna 227 - 02/01/2015 - Monsenhor José de Anchieta Callou
Coluna 226 - 27/12/2014 - Padre Joaquim Alfredo, um mártir
Coluna 225 - 19/09/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (5)
Coluna 224 - 29/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (4)
Coluna 223 - 15/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (3)
Coluna 222 - 23/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (2)
Coluna 221 - 05/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (1)
Coluna 220 - 15/05/2014 - Uma pena: Clávio de Melo Valença nos deixou
Coluna 219 - 13/05/2014 - O que foi feito de nossas coisas antigas? Cadê?
Coluna 218 - 12/05/2014 - Zé Bico e Beni, dois são-bentenses notáveis
Coluna 217 - 09/04/2014 - Cícero Romão Batista, o santo do Nordeste do Brasil
Coluna 216 - 17/10/2013 - É hora de o político abrir os olhos
Coluna 215 - 02/10/2013 - A elite reacionária de ontem, de hoje e de sempre
Coluna 214 - 06/09/2013 - Custa caro um deputado federal pernambucano
Coluna 213 - 18/07/2013 - É duro ser um brasileiro comum, pagador de impostos
Coluna 212 - 14/07/2013 - Considerações várias sobre uma pequena cidade
Coluna 211 - 29/06/2013 - Lêucio Mota, estadista são-bentense do Una
Coluna 210 - 27/06/2013 - Nobre é a missão do professor
Coluna 209 - 21/06/2013 - Este País parece que não tem jeito mesmo
Coluna 208 - 16/06/2013 - Apolônio Sales, estadista brasileiro, o homem que tirou o Nordeste das trevas
Coluna 207 - 06/06/2013 - Registro histórico da posse de Gilvan Lemos na APL
Coluna 206 - 14/05/2013 - A grande seca de 2013
Coluna 205 - 06/05/2013 - Quebra de sigilo bancário
Coluna 204 - 30/04/2013 - Datas notáveis de São Bento do Una, edição revista e ampliada
Coluna 203 - 26/04/2013 - E as bombas da maratona de Boston?
Coluna 202 - 16/01/2012 - Enaltecendo São Bento e a Festa dos Santos Reis
Coluna 201 - 30/04/2011 - São Bento do Una: 151 anos de governo próprio
Coluna 200 - 05/04/2011 - Padre João Rodrigues, o semeador de templos
Coluna 199 - 15/10/2010 - O espírito pioneiro são-bentense do Una (1)
Coluna 198 - 22/07/2010 - Jackson do Pandeiro, o ritmista virtuoso
Coluna 197 - 13/04/2010 - Datas notáveis de S. Bento do Una desde os primórdios ao centenário de sua emancipação política em 1960
Coluna 196 - 28/02/2010 - Legado à posteridade
Coluna 195 - 22/01/2010 - Considerações finais a respeito do Governo Provisório da República de 1889
Coluna 194 - 30/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (37) (Fim da Série)
Coluna 193 - 20/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (36)
Coluna 192 - 09/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (35)
Coluna 191 - 02/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (34)
Coluna 190 - 25/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (33)
Coluna 189 - 18/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (32)
Coluna 188 - 11/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (31)
Coluna 187 - 04/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (30)
Coluna 186 - 27/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (29)
Coluna 185 - 21/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (28)
Coluna 184 - 14/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (27)
Coluna 183 - 07/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (26)
Coluna 182 - 30/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (25)
Coluna 181 - 23/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (24)
Coluna 180 - 16/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (23)
Coluna 179 - 09/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (22)
Coluna 178 - 02/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (21)
Coluna 177 - 26/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (20)
Coluna 176 - 19/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (19)
Coluna 175 - 12/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (18)
Coluna 174 - 05/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (17)
Coluna 173 - 29/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (16)
Coluna 172 - 22/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (15)
Coluna 171 - 16/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (14)
Coluna 170 - 08/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (13)
Coluna 169 - 01/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (12)
Coluna 168 - 25/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (11)
Coluna 167 - 17/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (10)
Coluna 166 - 09/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (9)
Coluna 165 - 27/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (8)
Coluna 164 - 17/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (7)
Coluna 163 - 29/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (6)
Coluna 162 - 22/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (5)
Coluna 161 - 15/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (4)
Coluna 160 - 08/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (3)
Coluna 159 - 01/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (2)
Coluna 158 - 21/03/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (1)
Coluna 157 - 25/02/2009 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)
Coluna 156 - 22/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)
Coluna 155 - 08/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (12)
Coluna 154 - 25/10/2008 - S.Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (11)
Coluna 153 - 18/10/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (10)
Coluna 152 - 11/10/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (9)
Coluna 151 - 27/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (8)
Coluna 150 - 20/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (7)
Coluna 149 - 13/09/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (6)
Coluna 148 - 06/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (5)
Coluna 147 - 30/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (4)
Coluna 146 - 24/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (3)
Coluna 145 - 16/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (2)
Coluna 144 - 09/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (1)
Coluna 143 - 02/08/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (3/3)
Coluna 142 - 19/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (2/3)
Coluna 141 - 12/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (1/3)
Coluna 140 - 05/07/2008 - As comarcas de Pernambuco, do Sertão e do Rio de S. Francisco e a separação da última da província de Pernambuco
Coluna 139 - 28/06/2008 - A extraordinária figura de Dom João VI, primeiro e único rei do Brasil
Coluna 138 - 21/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (25) - O trabalho servil e as suas conseqüências danosas que fazem do Brasil um país de povo pobre
Coluna 137 - 14/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (24) - A abolição da escravatura no Ceará, a povoação de Boa Viagem do Recife entre outros assuntos
Coluna 136 - 07/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (23) - A crise no abastecimento de água no Recife. Relatório do governo: as chuvas diminuem a bandidagem
Coluna 135 - 31/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (22) - O projeto de lei de Joaquim Nabuco abolindo a escravidão e a chamada Lei Saraiva que restringiu o voto
Coluna 134 - 24/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (21) - Ainda os efeitos da grande seca na Vila de S. Bento; o Ginásio Pernambucano em 1879
Coluna 133 - 17/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (20) - Os efeitos da grande seca em São Bento
Coluna 132 - 10/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (19) - A corrupçao na vida pública; o espírito empreendedor do barão de Mauá
Coluna 131 - 03/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (18) - A terrível seca dos três sete
Coluna 130 - 26/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (17) - A inauguração do palacete da rua da Aurora enquanto a febre amarela grassa em Pernambuco
Coluna 129 - 19/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (16) - A revolução nas comunicações e o desfecho da Questão Religiosa
Coluna 128 - 12/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (15) - Dom Vital e a Questão Religiosa
Coluna 127 - 05/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (14) - A Lei do Ventre Livre
Coluna 126 - 29/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (13) - A Guerra do Paraguai
Coluna 125 - 22/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (12) - A Guerra do Paraguai
Coluna 124 - 15/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (11)
Coluna 123 - 08/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (10)
Coluna 122 - 01/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (9)
Coluna 121 - 23/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (8)
Coluna 120 - 16/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (7)
Coluna 119 - 09/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (6)
Coluna 118 - 02/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (5)
Coluna 117 - 26/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (4)
Coluna 116 - 19/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (3)
Coluna 115 - 11/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (2) O Diario de Pernambuco na História do Brasil
Coluna 114 - 29/12/2007 - Pingos de história do Império Brasileiro (1) - A chegada ao Brasil da família imperial portuguesa
Coluna 113 - 22/12/2007 - A Bíblia, um livro de inúmeras histórias
Coluna 112 - 15/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (34)
Coluna 111 - 08/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (33)
Coluna 110 - 01/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (32)
Coluna 109 - 24/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (31)
Coluna 108 - 17/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (30)
Coluna 107 - 10/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (29)
Coluna 106 - 03/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (28)
Coluna 105 - 27/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (27)
Coluna 104 - 20/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (26)
Coluna 103 - 13/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (25)
Coluna 102 - 06/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (24)
Coluna 101 - 29/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (23)
Coluna 100 - 23/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (22)
Coluna 99 - 15/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)
Coluna 98 - 08/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (20)
Coluna 97 - 01/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (19)
Coluna 96 - 25/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (18)
Coluna 95 - 18/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (17)
Coluna 94 - 11/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)
Coluna 93 - 04/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (15)
Coluna 92 - 28/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (14)
Coluna 91 - 21/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (13)
Coluna 90 - 14/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (12)
Coluna 89 - 07/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)
Coluna 88 - 30/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (10)
Coluna 87 - 23/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (9)
Coluna 86 - 16/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (8)
Coluna 85 - 09/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (7)
Coluna 84 - 02/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (6)
Coluna 83 - 26/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (5)
Coluna 82 - 19/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (4)
Coluna 81 - 12/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (3)
Coluna 80 - 05/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (2)
Coluna 79 - 28/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (1)
Coluna 78 - 21/04/2007 - A Guarda Nacional da Vila e Município de São Bento
Coluna 77 - 14/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses das décadas de 1930 e 1940
Coluna 76 - 07/04/2007 - Uma breve visita à nossa querida São Bento do Una
Coluna 75 - 31/03/2007 - Planejamento familiar no Brasil: uma necessidade inadiável
Coluna 74 - 24/03/2007 - Hoje, meio século de uma tragédia são-bentense
Coluna 73 - 17/03/2007 - "Eu vi o mundo... Ele começava no Recife"
Coluna 72 - 10/03/2007 - Reminiscências de um menino de São Bento (7)
Coluna 71 - 03/03/2007 - Um fazendeiro são-bentense do século XIX
Coluna 70 - 24/02/2007 - O Rio de Janeiro será sempre o Rio de Janeiro
Coluna 69 - 17/02/2007 - Gilvan Lemos, simplesmente um escritor
Coluna 68 - 10/02/2007 - A Great Western da minha meninice: uma pequena história
Coluna 67 - 03/02/2007 - A declaração universal dos direitos humanos
Coluna 66 - 27/01/2007 - A revolta da chibata
Coluna 65 - 20/01/2007 - A revolta da vacina
Coluna 64 - 13/01/2007 - Apolônio Sales, um estadista de grande valor
Coluna 63 - 06/01/2007 - 2006: Um ano de saldo positivo apesar do pouco crescimento econômico
Coluna 62 - 30/12/2006 - A "Batalha da Borracha", um episódio esquecido da história do Brasil
Coluna 61 - 23/12/2006 - Alguns suicidas famosos (2/2)
Coluna 60 - 16/12/2006 - Alguns suicidas famosos (1/2)
Coluna 59 - 09/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (16)
Coluna 58 - 02/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (15)
Coluna 57 - 25/11/2006 - Congresso Nacional perdulário, povo paupérrimo
Coluna 56 - 18/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (14)
Coluna 55 - 15/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (13)
Coluna 54 - 14/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (4/4)
Coluna 53 - 07/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (3/4)
Coluna 52 - 30/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (2/4)
Coluna 51 - 23/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (1/4)
Coluna 50 - 16/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (12)
Coluna 49 - 09/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (11)
Coluna 48 - 02/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (10)
Coluna 47 - 26/08/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (9)
Coluna 46 - 08/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (8)
Coluna 45 - 01/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (7)
Coluna 44 - 24/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (6)
Coluna 43 - 17/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (5)
Coluna 42 - 10/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (4)
Coluna 41 - 03/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (3)
Coluna 40 - 27/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (2)
Coluna 39 - 20/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (6)
Coluna 38 - 13/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (1)
Coluna 37 - 06/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (5)
Coluna 36 - 29/04/2006 - Os planetas e seus satélites
Coluna 35 - 22/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (2)
Coluna 34 - 15/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (1)
Coluna 33 - 08/04/2006 - Nome de rua não deve ser mudado
Coluna 32 - 01/04/2006 - Brasil, nova potência petrolífera mundial!
Coluna 31 - 25/03/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (4)
Coluna 30 - 18/03/2006 - Biodiesel: um combustível social e ecológico
Coluna 29 - 11/03/2006 - Os livros de Sebastião Cintra
Coluna 28 - 04/03/2006 - Um sábado sangrento no Recife
Coluna 27 - 25/02/2006 - O início do resgate da nossa dívida social
Coluna 26 - 18/02/2006 - Fim da pobreza mundial até 2015
Coluna 25 - 11/02/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (3)
Coluna 24 - 04/02/2006 - Aspectos gerais da lei de responsabilidade fiscal
Coluna 23 - 28/01/2006 - Pernambuco começa a sair da letargia
Coluna 22 - 21/01/2006 - Perfil demográfico no mundo rico
Coluna 21 - 14/01/2006 - Brasil, potência mundial em 2020
Coluna 20 - 07/01/2006 - Os gatunos da esperança
Coluna 19 - 31/12/2005 - Josué Severino, o mestre e a Banda Santa Cecília
Coluna 18 - 24/12/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (2)
Coluna 17 - 17/12/2005 - Pequenas idéias para o desenvolvimento de São Bento do Una
Coluna 16 - 10/12/2005 - Do Estado pouco ou nada espero
Coluna 15 - 04/12/2005 - A América do Sul e o nazismo
Coluna 14 - 27/11/2005 - A Venezuela bolivariana de hoje
Coluna 13 - 26/11/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (1)
Coluna 12 - 13/11/2005 - A crise argentina
Coluna 11 - 13/11/2005 - A saga de Delmiro Gouveia
Coluna 10 - 10/11/2005 - O velho na legislação brasileira
Coluna 9 - 31/10/2005 - O projeto São Francisco
Coluna 8 - 24/10/2005 - Correio eletrônico, maravilha do nosso tempo
Coluna 7 - 13/10/2005 - Um século sem presidente paulista
Coluna 6 - 09/10/2005 - O Grande Pronome 'Lhe' Morreu!
Coluna 5 - 29/09/2005 - Brasil 2005 - Uma Economia Mais Forte
Coluna 4 - 22/09/2005 - As Vestais da Moralidade Pública
Coluna 3 - 15/09/2005 - Mordomia & Nepotismo
Coluna 2 - 07/09/2005 - Tratamento de Excelência
Coluna 1 - 07/08/2005 - Hiroshima - uma covardia inominável


©2003-2017 - Portal São Bento do Una