Nublado a parcialmente nublado com chuva fraca

Máxima: 30 ºC
Mínima: 18 ºC

Navegando: Indisponível

Coluna 94: Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)
Publicada dia 11 de Agosto de 2007

Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)

O último ano do século XIX foi deveras generoso para com nossa São Bento. A vila alcançava o status de cidade e, por força da lei orgânica, tinha que realizar eleições para o Conselho Municipal, algo hoje equivalente à Câmara de Vereadores. Figuras representativas da nova cidade pernambucana se candidataram e fizeram história que não poderá ser olvidada por todos neste limiar de século XXI. Ao registramos esta eleição, acontecida no ano de 1900, queremos homenagear todos aqueles cidadãos que procuraram na medida do possível tudo fazer pelo desenvolvimento de São Bento que num curto lapso de tempo, de simples fazenda, a Santa Cruz, tornou-se uma das cidades mais importantes do interior de Pernambuco naquela época, ocupando a décima colocação em termos de população.

Vamos, então, com muito respeito, relembrar este singular pleito em que os cidadãos são-bentenses foram chamados a escolher os quatro candidatos mais votados para as nobres funções de conselheiros municipais. Esse pleito mobilizou as figuras mais representativas da nova cidade pernambucana e o comparecimento às urnas foi maciço dentro das limitações que existiam para o cidadão se tornar eleitor.

Naqueles distantes tempos, a eleição era a descoberto, ou seja, diante da mesa eleitoral o cidadão-eleitor declarava alto e bom som o nome do candidato de sua preferência. Em si tratando de uma cidade pequena, o voto a descoberto inibia o eleitor que quase sempre, para ficar de bem com os poderosos, votava no candidato do chefe político. Mas, no caso vertente, acredita-se piamente que os homens mais representativos da nova cidade de São Bento estavam a disputar o voto dos cidadãos sem as inconveniências de uma eleição comandada pelo chefe político local.

A Gazeta de S. Bento no número 15, de 25 de novembro de 1900, sob o tópico de “Eleição municipal” diz o seguinte: “Eis o resultado completo da eleição ultimamente procedida neste Município para conselheiro municipal, e já apurada”:

1ª Seção:
Professor Rodolfo Santana.......................................... 70 votos
Capitão Ricardo Cardim............................................... 70 votos
Capitão Francisco Calado............................................ 70 votos
Pedro Soares................................................................ 50 votos
Sebastião Cintra........................................................... 12 votos
Elias Valença............................................................... 12 votos
Antônio de Couto......................................................... 8 votos
Antônio Simão............................................................. 8 votos

2ª Seção:
Professor Rodolfo Santana.......................................... 114 votos
Capitão Ricardo Cardim.............................................. 100 votos
Capitão Francisco Calado............................................ 100 votos
Pedro Soares................................................................ 100 votos
Lúcio de Lira................................................................. 32 votos

3ª Seção:
Professor Rodolfo Santana......................................... 60 votos
Capitão Ricardo Cardim............................................. 70 votos
Capitão Francisco Calado........................................... 50 votos
Pedro Soares................................................................ 40 votos
Sebastião Cintra.......................................................... 15 votos
Elias Valença.............................................................. 15 votos
Antônio de Couto....................................................... 5 votos
Antônio Simão............................................................ 5 votos

4ª Seção:
Professor Rodolfo Santana......................................... 80 votos
Capitão Ricardo Cardim............................................. 75 votos
Capitão Francisco Calado.......................................... 10 votos
Pedro Soares............................................................... 45 votos
Sebastião Cinta........................................................... 40 votos
Elias Valença.............................................................. 30 votos
Antônio de Couto....................................................... 27 votos
Antônio Simão........................................................... 25 votos

Resultado final:
Professor Rodolfo Santana........................................ 324 votos
Capitão Ricardo Cardim............................................ 315 votos
Capitão Francisco Calado.......................................... 240 votos
Pedro Soares.............................................................. 235 votos
Sebastião Cintra......................................................... 67 votos
Elias Valença............................................................ 57 votos
Antônio de Couto..................................................... 40 votos
Antônio Simão.......................................................... 38 votos
Lúcio de Lira............................................................ 32 votos

E conclui a Gazeta: "Estão, portanto, eleitos os quatro primeiros mais votados”.

Como se verifica, foram apurados 1.348 votos. Os quatro primeiros colocados representaram, de fato, o desejo dos eleitores são-bentenses, pois alcançaram percentual elevadíssimo, ou seja, 1114 votos num universo de 1348 votantes.

O campeão de votos foi Rodolfo Santana, ilustre professor de instrução primária da nova cidade. Naquele tempo a instrução pública era de competência do governo estadual que através de lei criava as diversas cadeiras, nos municípios e na capital, embora fosse comum a figura do professor particular. Não havia mistura de meninos e meninas na mesma sala de aulas. O rigor era tanto que as moças tinham aulas com professora e os rapazes com professor. Em face de a instrução pública ser de competência estadual, nada poderia impedir que o município tivesse suas próprias escolas. No caso vertente, São Bento não as tinha, como prova o orçamento municipal para o ano de 1900 em que nenhuma verba é consignada para pagamento de professor e muito menos para a manutenção ou construção de escolas. E a conseqüência mais palpável desse descaso era o grande percentual de analfabetos existente em todo o Brasil. O professor Rodolfo foi um dos fundadores da Sociedade 21 de Março, tendo ocupado o cargo de secretário na primeira diretoria definitiva, além de ser um dos redatores da Gazeta de S. Bento. Santana, também, se dispôs, com outros sócios a dar aulas noturnas, à luz de querosene, sob a égide da Sociedade 21 de Março, lecionando a cadeira de “matemáticas”, naquilo que poderia ter sido o núcleo de um ginásio são-bentense nos começos dos anos 1900. Não se sabe se essas aulas eram pagas e direcionadas a chamada elite, ou seja, os filhos dos próprios sócios da 21 de Março.

O outro eleito conhecido foi Francisco de Almeida Calado (1864-1953), capitão da Guarda Nacional, comandante da 3ª companhia do 94° Batalhão de Infantaria, uma das três unidades sediadas na vila de São Bento, criadas em 1896. Seu Chiquinho Cadete, como era mais conhecido, foi católico praticante e uma figura muito querida na cidade. Homem de recursos e sem descendência própria, doou toda sua fortuna aos mais pobres. O escritor Gilvan Lemos lembrou que seu Chiquinho, do velho sobrado ao lado da torre da Matriz de São Bento, lançava moedas aos mendigos nos dias de feira. O são-bentense Sebastião Bernardino de Souza, ex-secretário da Paróquia de São Bento no tempo de padre João Rodrigues, conta que seu Chiquinho já alquebrado andava pelas ruas de São Bento de bengala e modestamente vestido recebendo de alguém que o confundiu com um mendigo um moeda de 400 réis. Seu Chiquinho não se fez de rogado: pegou a moeda e mais adiante a entregou ao primeiro esmoler que lhe estendeu a mão.

Dos dois conselheiros restantes, nada sabemos a respeito deles, bem como dos outros não eleitos, exceto Sebastião Cintra, cujo nome completo era Sebastião Bento Cintra, mais conhecido como Doca, filho de Bento de Oliveira Cintra e proprietário de um sítio onde havia um curtume próximo à antiga fábrica de laticínios da Cilpe, conforme está escrito no livro “Os Cintra em São Bento” já citado em trabalhos anteriores.

Ao divulgarmos o resultado das eleições queremos homenagear os primeiros conselheiros municipais (vereadores) da nova cidade de São Bento, bem como os candidatos que não lograram êxito na votação.

...

São Bento, assim como quase todo o Agreste e Sertão, sempre foi vítima de terríveis secas. Presenciamos uma acontecida no ano de 1952 em que o pai do autor destas linhas teve que transferir todo seu gado solteiro para Santo Antônio do Tará, atual município de Venturosa. Só ficaram as vacas com crias e para alimentar esse plantel meu pai recorria à queima de mandacaru e facheiro para eliminar os espinhos. A água do rio Una não servia para beber, em virtude de ser salobra, mas em alguns lugares do leito do rio conseguíamos encontrar uma água com menos teor de sal e aí eram feitas cacimbas para dessedentar os animais. Era um tempo difícil, pois a indústria da seca ainda não tinha “inventado” aquela mina de ouro que deu muito voto para político, o caminhão-pipa. Naqueles tempos, banho apenas nas sextas-feiras porque no sábado de manhã íamos à feira de carro de boi. A situação financeira dos criadores ficava periclitante, uma vez que a produção de leite minguava muito em razão da falta de pastagem e não adiantava muito comprar farelo ou caroço de algodão como forragem bovina, uma vez que grande parte da receita da venda do leite à fábrica de Souza Valença ficava prejudicada com o alto custo de alimentação das vacas.

Foi nessa seca braba de 1952 que em dezembro desse mesmo ano pararam, meses seguidos, ao lado da velha prefeitura dezenas de caminhões “pau-de-arara” vindos das bandas de Garanhuns e adjacências e que tinham que passar em São Bento, Belo Jardim, Pesqueira, Arcoverde e de lá pegar a reta do Ibimirim para alcançar a balsa na antiga Petrolândia e de lá seguir pela Rio-Bahia não asfaltada em direção ao eldorado brasileiro que era e ainda é São Paulo. O certo é que num desses caminhões ia um menino de sete anos, magro, com o nariz escorrendo catarro e com a barrigada avantajada talvez devido aos vermes. E quis o destino que esse menino pobre chegasse ao mais alto cargo da Republica embora para tanto tivesse pouca instrução formal.

Afora esses períodos de crise, quando o inverno era bom, havia muita fartura. No sítio do meu pai, cortado pelo rio Una, as terras se tornavam férteis e a produção de milho, feijão, melancia e jerimum enchia enormes cilindros, sendo que os quartos da casa grande ficavam literalmente cheios de jerimum e de melancia que serviam para alimentar os porcos durante um bom tempo. Na véspera de São João havia fogueira, ocasião em que assávamos milho sob aquela garoinha do mês de junho. Era uma beleza. A produção de melancia era enorme e até hoje, mesmo quando longe de Pernambuco, o cheiro dessa fruta me fazia lembrar dos tempos de fartura, pois grande parte do território municipal é propícia à produção de alimentos: basta apenas que haja chuvas regulares no mês de março, o chamado “inverno” pelos nordestinos.

Numa monografia do município de São Bento do Una, editada pelo governo de Pernambuco em 1982 está dito o seguinte a respeito da fertilidade de nosso solo: “Contam-se maravilhas de sua produção agrícola, apesar da inclemência do tempo que fustiga a região com a escassez de chuvas. Certa vez, durante uma abundante safra de melancia, utilizou-se esse fruto na composição do reboco de uma casa, como substituto de água. Infelizmente, esta construção foi demolida no início dos anos 1980, permanecendo na memória dos mais antigos moradores esse fato incomum”.

E conclui o monografista com propriedade: "Mas, São Bento do Una não tem só reminiscências e fatos novelescos. Cresceu e desenvolveu-se, tornando-se bacia leiteira e produtor de laticínios disputados pela qualidade".

Na monografia citada há o seguinte quadro que transcrevemos parcialmente:

São Bento do Una
Evolução populacional 1872 – 1960

Município 1872 1890 1920 1940 1950 1960
e Distritos
S. Bento do Una 12.239 7.880 20.700 29.918 53.545 57.698 (total)
S. Bento do Una - - 11.000 15.204 29.323 29.676 (sede)
Cachoeirinha - - 4.799 3.588 6.073 6.859
Capoeiras - - 4.901 6.646 11.431 11.953
Retiro - - - 4.480 - -
Cabanas - - - - 6.718 5.005
Espírito Santo - - - - - 4.205

Como se verifica do quadro acima, o município de São Bento não possuía distritos nos censos de 1872 e 1890. O 2º distrito de Cachoeirinha foi criado em 1892 e o 3° distrito de Capoeiras em 1901. Em 1927, foi criado o 4° distrito são-bentense de Retiro que, depois, por força de lei estadual do final de 1943 passou a ser denominado de Cabanas. Em 1957, foi criado o distrito de Espírito Santo.

Hoje São Bento do Una possui apenas dois distritos: o 1° é o da sede e o 2°, Espírito Santo. Em 1958 foi criado o município de Cachoeirinha e em 1963 o de Capoeiras. Com a perda desses dois distritos e mais ainda o de Cabanas, até hoje não conseguimos ter a população que tínhamos em 1960 quando a população de Cachoeirinha foi contada como de São Bento, pois o município ainda não tinha sido instalado por ocasião do censo de 1960.

O leitor deve notar o efeito da terrível seca de 1877 quando muita gente morreu de fome ou se retirou para o litoral ou para lugar onde encontrasse água. Nosso criatório foi praticamente dizimado e o governo da província mandava para os flagelados pernambucanos peixe salgado para ser consumido em lugares onde quase não havia água para saciar a sede dos humanos.

Coisas nossas A safadeza e a falta de respeito com os pobres vêm de longe...


E-mail:
orlandocalado@yahoo.com.br

Fotos recentes de São Bento: acesse a página www.orlandocalado.flogbrasil.terra.com.br







Pau Amarelo PE 11 de agosto de 2007

Orlando Calado é bacharel em direito.


Colunas anteriores:

Coluna 245 - 10/05/2017 - Pleito de gratidão a Dirceu e Ludgero
Coluna 244 - 14/04/2017 - Historia Municipal - A morte do mesário eleitoral
Coluna 243 - 13/02/2017 - Treze anos sem Sebastião Soares Cintra
Coluna 242 - 27/01/2017 - Injustiça imperdoável
Coluna 241 - 22/01/2017 - Sem memória não há História
Coluna 240 - 18/12/2016 - Felipe Manso, o prefeito que não foi
Coluna 239 - 05/12/2016 - Osvaldo Maciel, um grande Homem
Coluna 238 - 30/11/2016 - O Açude do Doutor Olavo
Coluna 237 - 24/11/2016 - São Bento, vida política e administrativa em 1930
Coluna 236 - 20/06/2016 - Cadê as coisas que deixei?
Coluna 235 - 14/06/2016 - O Sindicato Pastoril de S. Bento, um avanço para a época
Coluna 234 - 07/06/2016 - Esmeraldino Bandeira, um esquecido na nossa História
Coluna 233 - 05/06/2016 - Tributo ao prefeito Manoel Cândido, de São Bento
Coluna 232 - 29/05/2016 - Agamenon Magalhães e São Bento do Una
Coluna 231 - 11/09/2015 - As meretrizes da São Bento dos velhos tempos
Coluna 230 - 30/04/2015 - Por que nossa data magna municipal é o 30 de abril?
Coluna 229 - 06/02/2015 - Rodolfo Paiva, um são-bentense honorário
Coluna 228 - 03/01/2015 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (6)
Coluna 227 - 02/01/2015 - Monsenhor José de Anchieta Callou
Coluna 226 - 27/12/2014 - Padre Joaquim Alfredo, um mártir
Coluna 225 - 19/09/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (5)
Coluna 224 - 29/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (4)
Coluna 223 - 15/07/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (3)
Coluna 222 - 23/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (2)
Coluna 221 - 05/06/2014 - Breve História de Adelmar Paiva e do seu tempo (1)
Coluna 220 - 15/05/2014 - Uma pena: Clávio de Melo Valença nos deixou
Coluna 219 - 13/05/2014 - O que foi feito de nossas coisas antigas? Cadê?
Coluna 218 - 12/05/2014 - Zé Bico e Beni, dois são-bentenses notáveis
Coluna 217 - 09/04/2014 - Cícero Romão Batista, o santo do Nordeste do Brasil
Coluna 216 - 17/10/2013 - É hora de o político abrir os olhos
Coluna 215 - 02/10/2013 - A elite reacionária de ontem, de hoje e de sempre
Coluna 214 - 06/09/2013 - Custa caro um deputado federal pernambucano
Coluna 213 - 18/07/2013 - É duro ser um brasileiro comum, pagador de impostos
Coluna 212 - 14/07/2013 - Considerações várias sobre uma pequena cidade
Coluna 211 - 29/06/2013 - Lêucio Mota, estadista são-bentense do Una
Coluna 210 - 27/06/2013 - Nobre é a missão do professor
Coluna 209 - 21/06/2013 - Este País parece que não tem jeito mesmo
Coluna 208 - 16/06/2013 - Apolônio Sales, estadista brasileiro, o homem que tirou o Nordeste das trevas
Coluna 207 - 06/06/2013 - Registro histórico da posse de Gilvan Lemos na APL
Coluna 206 - 14/05/2013 - A grande seca de 2013
Coluna 205 - 06/05/2013 - Quebra de sigilo bancário
Coluna 204 - 30/04/2013 - Datas notáveis de São Bento do Una, edição revista e ampliada
Coluna 203 - 26/04/2013 - E as bombas da maratona de Boston?
Coluna 202 - 16/01/2012 - Enaltecendo São Bento e a Festa dos Santos Reis
Coluna 201 - 30/04/2011 - São Bento do Una: 151 anos de governo próprio
Coluna 200 - 05/04/2011 - Padre João Rodrigues, o semeador de templos
Coluna 199 - 15/10/2010 - O espírito pioneiro são-bentense do Una (1)
Coluna 198 - 22/07/2010 - Jackson do Pandeiro, o ritmista virtuoso
Coluna 197 - 13/04/2010 - Datas notáveis de S. Bento do Una desde os primórdios ao centenário de sua emancipação política em 1960
Coluna 196 - 28/02/2010 - Legado à posteridade
Coluna 195 - 22/01/2010 - Considerações finais a respeito do Governo Provisório da República de 1889
Coluna 194 - 30/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (37) (Fim da Série)
Coluna 193 - 20/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (36)
Coluna 192 - 09/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (35)
Coluna 191 - 02/12/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (34)
Coluna 190 - 25/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (33)
Coluna 189 - 18/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (32)
Coluna 188 - 11/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (31)
Coluna 187 - 04/11/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (30)
Coluna 186 - 27/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (29)
Coluna 185 - 21/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (28)
Coluna 184 - 14/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (27)
Coluna 183 - 07/10/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (26)
Coluna 182 - 30/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (25)
Coluna 181 - 23/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (24)
Coluna 180 - 16/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (23)
Coluna 179 - 09/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (22)
Coluna 178 - 02/09/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (21)
Coluna 177 - 26/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (20)
Coluna 176 - 19/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (19)
Coluna 175 - 12/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (18)
Coluna 174 - 05/08/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (17)
Coluna 173 - 29/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (16)
Coluna 172 - 22/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (15)
Coluna 171 - 16/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (14)
Coluna 170 - 08/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (13)
Coluna 169 - 01/07/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (12)
Coluna 168 - 25/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (11)
Coluna 167 - 17/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (10)
Coluna 166 - 09/06/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (9)
Coluna 165 - 27/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (8)
Coluna 164 - 17/05/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (7)
Coluna 163 - 29/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (6)
Coluna 162 - 22/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (5)
Coluna 161 - 15/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (4)
Coluna 160 - 08/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (3)
Coluna 159 - 01/04/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (2)
Coluna 158 - 21/03/2009 - A República Brasileira de 1889, uma instituição militar positivista (1)
Coluna 157 - 25/02/2009 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (14) (final da série)
Coluna 156 - 22/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (13)
Coluna 155 - 08/11/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (12)
Coluna 154 - 25/10/2008 - S.Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (11)
Coluna 153 - 18/10/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (10)
Coluna 152 - 11/10/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (9)
Coluna 151 - 27/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (8)
Coluna 150 - 20/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (7)
Coluna 149 - 13/09/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (6)
Coluna 148 - 06/09/2008 - S. Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (5)
Coluna 147 - 30/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (4)
Coluna 146 - 24/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (3)
Coluna 145 - 16/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (2)
Coluna 144 - 09/08/2008 - São Bento do Una, um breve passeio ao longo de sua história (1)
Coluna 143 - 02/08/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (3/3)
Coluna 142 - 19/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (2/3)
Coluna 141 - 12/07/2008 - O presídio de Fernando de Noronha e seu regime jurídico no final do Império (1/3)
Coluna 140 - 05/07/2008 - As comarcas de Pernambuco, do Sertão e do Rio de S. Francisco e a separação da última da província de Pernambuco
Coluna 139 - 28/06/2008 - A extraordinária figura de Dom João VI, primeiro e único rei do Brasil
Coluna 138 - 21/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (25) - O trabalho servil e as suas conseqüências danosas que fazem do Brasil um país de povo pobre
Coluna 137 - 14/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (24) - A abolição da escravatura no Ceará, a povoação de Boa Viagem do Recife entre outros assuntos
Coluna 136 - 07/06/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (23) - A crise no abastecimento de água no Recife. Relatório do governo: as chuvas diminuem a bandidagem
Coluna 135 - 31/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (22) - O projeto de lei de Joaquim Nabuco abolindo a escravidão e a chamada Lei Saraiva que restringiu o voto
Coluna 134 - 24/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (21) - Ainda os efeitos da grande seca na Vila de S. Bento; o Ginásio Pernambucano em 1879
Coluna 133 - 17/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (20) - Os efeitos da grande seca em São Bento
Coluna 132 - 10/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (19) - A corrupçao na vida pública; o espírito empreendedor do barão de Mauá
Coluna 131 - 03/05/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (18) - A terrível seca dos três sete
Coluna 130 - 26/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (17) - A inauguração do palacete da rua da Aurora enquanto a febre amarela grassa em Pernambuco
Coluna 129 - 19/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (16) - A revolução nas comunicações e o desfecho da Questão Religiosa
Coluna 128 - 12/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (15) - Dom Vital e a Questão Religiosa
Coluna 127 - 05/04/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (14) - A Lei do Ventre Livre
Coluna 126 - 29/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (13) - A Guerra do Paraguai
Coluna 125 - 22/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (12) - A Guerra do Paraguai
Coluna 124 - 15/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (11)
Coluna 123 - 08/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (10)
Coluna 122 - 01/03/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (9)
Coluna 121 - 23/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (8)
Coluna 120 - 16/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (7)
Coluna 119 - 09/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (6)
Coluna 118 - 02/02/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (5)
Coluna 117 - 26/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (4)
Coluna 116 - 19/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (3)
Coluna 115 - 11/01/2008 - Pingos de história do Império Brasileiro (2) O Diario de Pernambuco na História do Brasil
Coluna 114 - 29/12/2007 - Pingos de história do Império Brasileiro (1) - A chegada ao Brasil da família imperial portuguesa
Coluna 113 - 22/12/2007 - A Bíblia, um livro de inúmeras histórias
Coluna 112 - 15/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (34)
Coluna 111 - 08/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (33)
Coluna 110 - 01/12/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (32)
Coluna 109 - 24/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (31)
Coluna 108 - 17/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (30)
Coluna 107 - 10/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (29)
Coluna 106 - 03/11/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (28)
Coluna 105 - 27/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (27)
Coluna 104 - 20/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (26)
Coluna 103 - 13/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (25)
Coluna 102 - 06/10/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (24)
Coluna 101 - 29/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (23)
Coluna 100 - 23/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (22)
Coluna 99 - 15/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (21)
Coluna 98 - 08/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (20)
Coluna 97 - 01/09/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (19)
Coluna 96 - 25/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (18)
Coluna 95 - 18/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (17)
Coluna 94 - 11/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (16)
Coluna 93 - 04/08/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (15)
Coluna 92 - 28/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (14)
Coluna 91 - 21/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (13)
Coluna 90 - 14/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (12)
Coluna 89 - 07/07/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (11)
Coluna 88 - 30/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (10)
Coluna 87 - 23/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (9)
Coluna 86 - 16/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (8)
Coluna 85 - 09/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (7)
Coluna 84 - 02/06/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (6)
Coluna 83 - 26/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (5)
Coluna 82 - 19/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (4)
Coluna 81 - 12/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (3)
Coluna 80 - 05/05/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (2)
Coluna 79 - 28/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses de épocas diversas (1)
Coluna 78 - 21/04/2007 - A Guarda Nacional da Vila e Município de São Bento
Coluna 77 - 14/04/2007 - Fatos & gente são-bentenses das décadas de 1930 e 1940
Coluna 76 - 07/04/2007 - Uma breve visita à nossa querida São Bento do Una
Coluna 75 - 31/03/2007 - Planejamento familiar no Brasil: uma necessidade inadiável
Coluna 74 - 24/03/2007 - Hoje, meio século de uma tragédia são-bentense
Coluna 73 - 17/03/2007 - "Eu vi o mundo... Ele começava no Recife"
Coluna 72 - 10/03/2007 - Reminiscências de um menino de São Bento (7)
Coluna 71 - 03/03/2007 - Um fazendeiro são-bentense do século XIX
Coluna 70 - 24/02/2007 - O Rio de Janeiro será sempre o Rio de Janeiro
Coluna 69 - 17/02/2007 - Gilvan Lemos, simplesmente um escritor
Coluna 68 - 10/02/2007 - A Great Western da minha meninice: uma pequena história
Coluna 67 - 03/02/2007 - A declaração universal dos direitos humanos
Coluna 66 - 27/01/2007 - A revolta da chibata
Coluna 65 - 20/01/2007 - A revolta da vacina
Coluna 64 - 13/01/2007 - Apolônio Sales, um estadista de grande valor
Coluna 63 - 06/01/2007 - 2006: Um ano de saldo positivo apesar do pouco crescimento econômico
Coluna 62 - 30/12/2006 - A "Batalha da Borracha", um episódio esquecido da história do Brasil
Coluna 61 - 23/12/2006 - Alguns suicidas famosos (2/2)
Coluna 60 - 16/12/2006 - Alguns suicidas famosos (1/2)
Coluna 59 - 09/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (16)
Coluna 58 - 02/12/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (15)
Coluna 57 - 25/11/2006 - Congresso Nacional perdulário, povo paupérrimo
Coluna 56 - 18/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (14)
Coluna 55 - 15/11/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (13)
Coluna 54 - 14/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (4/4)
Coluna 53 - 07/10/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (3/4)
Coluna 52 - 30/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (2/4)
Coluna 51 - 23/09/2006 - Modos de falar diferentes no Brasil e em Portugal (1/4)
Coluna 50 - 16/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (12)
Coluna 49 - 09/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (11)
Coluna 48 - 02/09/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (10)
Coluna 47 - 26/08/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (9)
Coluna 46 - 08/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (8)
Coluna 45 - 01/07/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (7)
Coluna 44 - 24/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (6)
Coluna 43 - 17/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (5)
Coluna 42 - 10/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (4)
Coluna 41 - 03/06/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (3)
Coluna 40 - 27/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (2)
Coluna 39 - 20/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (6)
Coluna 38 - 13/05/2006 - Aumentando os conhecimentos gerais (1)
Coluna 37 - 06/05/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (5)
Coluna 36 - 29/04/2006 - Os planetas e seus satélites
Coluna 35 - 22/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (2)
Coluna 34 - 15/04/2006 - As impropriedades do quotidiano do brasileiro (1)
Coluna 33 - 08/04/2006 - Nome de rua não deve ser mudado
Coluna 32 - 01/04/2006 - Brasil, nova potência petrolífera mundial!
Coluna 31 - 25/03/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (4)
Coluna 30 - 18/03/2006 - Biodiesel: um combustível social e ecológico
Coluna 29 - 11/03/2006 - Os livros de Sebastião Cintra
Coluna 28 - 04/03/2006 - Um sábado sangrento no Recife
Coluna 27 - 25/02/2006 - O início do resgate da nossa dívida social
Coluna 26 - 18/02/2006 - Fim da pobreza mundial até 2015
Coluna 25 - 11/02/2006 - Reminiscências de um menino de São Bento (3)
Coluna 24 - 04/02/2006 - Aspectos gerais da lei de responsabilidade fiscal
Coluna 23 - 28/01/2006 - Pernambuco começa a sair da letargia
Coluna 22 - 21/01/2006 - Perfil demográfico no mundo rico
Coluna 21 - 14/01/2006 - Brasil, potência mundial em 2020
Coluna 20 - 07/01/2006 - Os gatunos da esperança
Coluna 19 - 31/12/2005 - Josué Severino, o mestre e a Banda Santa Cecília
Coluna 18 - 24/12/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (2)
Coluna 17 - 17/12/2005 - Pequenas idéias para o desenvolvimento de São Bento do Una
Coluna 16 - 10/12/2005 - Do Estado pouco ou nada espero
Coluna 15 - 04/12/2005 - A América do Sul e o nazismo
Coluna 14 - 27/11/2005 - A Venezuela bolivariana de hoje
Coluna 13 - 26/11/2005 - Reminiscências de um menino de São Bento (1)
Coluna 12 - 13/11/2005 - A crise argentina
Coluna 11 - 13/11/2005 - A saga de Delmiro Gouveia
Coluna 10 - 10/11/2005 - O velho na legislação brasileira
Coluna 9 - 31/10/2005 - O projeto São Francisco
Coluna 8 - 24/10/2005 - Correio eletrônico, maravilha do nosso tempo
Coluna 7 - 13/10/2005 - Um século sem presidente paulista
Coluna 6 - 09/10/2005 - O Grande Pronome 'Lhe' Morreu!
Coluna 5 - 29/09/2005 - Brasil 2005 - Uma Economia Mais Forte
Coluna 4 - 22/09/2005 - As Vestais da Moralidade Pública
Coluna 3 - 15/09/2005 - Mordomia & Nepotismo
Coluna 2 - 07/09/2005 - Tratamento de Excelência
Coluna 1 - 07/08/2005 - Hiroshima - uma covardia inominável


©2003-2017 - Portal São Bento do Una